quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Reality e Chatices Maternas - Passou do Ponto.

Meu blog vai ficar aberto essa semana por conta dos amigos secretos que estou participando. E aproveito para deixar aqui minhas considerações sobre assuntos sensacionalistas que estão assustando os blogs maternos. Parece que as pessoas estão bitoladas ao ativismo do contra e não do sensato.
Oque devemos fazer para viver bem e em paz? Qual o nosso dever diante das pessoas e seus costumes e regras? Qual a palavrinha que falta nos relacionamentos e é o causador das imperfeições do ser humano?
RESPEITO. Isso está em falta no mundo blogueiro materno, e é triste.

Era tão bom quando usávamos essas páginas de nossa vida, nosso tempo precioso aqui sentada para trocar experiências, informações, para ajudar mamães, gravidinhas...ou como no meu caso também, para dar notícias para família que morava longe! Ah tempos bons...
Quando blogar começou a virar moda entre as mães, começou também a ficar insuportável. A fama foi chegando de mansinho, o espetáculo de curtidas, de seguidores, de comentários, de visitas... aí o bicho pegou.
A maquiagem começou a ficar mais pesada e por conta de tantos seguidores, os posts ficaram muito corretos e perfeitos. Com isso, muitos blogs se acharam no direito de passar por cima de outros e as críticas   se tornaram irritantes e sem limites.

Aí a que amamentou por 3 anos se acha no direito de meter o dedo na cara da outra que não conseguiu por motivos pessoais. Ninguém mais se importa se a mãe que não amamentou, não teve ajuda, não teve condições emocionais para isso, não teve informações. Não. Ela APENAS NÃO CONSEGUIU.
A que pariu em casa cheia de pessoas ao redor, cheia de profissionais ao lado, com um longo processo de ajuda por 9 meses, se acha no direito de meter o dedão na cara de quem tem medo de sentir dor ou simplesmente não conseguiu um parto normal ou natural e toma grito, toma xingamento, "você quer moleza, você não quer sentir dor, você não aguenta, você isso, você aquilo."Violência obstétrica pode existir, mas violência materna acompanhada de bullying, não. Ela NÃO FOI FORTE O SUFICIENTE.
A que nunca dá comidas industrializadas e só orgânicas, porque ela pode, porque ela tem tempo e gente para ajudar a fazer todas as papas, a qualquer hora, mete a mão no peito da que não tem tempo disponível e ajuda para fazer tudo pelo seu filho, e também dinheiro, pois é, porque comidas naturais e orgânicas não são baratas, e a empurra excluindo e ignorando seu papel de mãe, ou seja, o seu direito de educar seu filho com suas regras, da sua melhor maneira possível.
A que tem babás, famílias, amigos por perto para  deixar seu filho e ter tempo para si, resolve também se revoltar em quem é sozinha e mete suas críticas de todos os tipos "você não tem mais vida, você esqueceu de você, você trabalha e deixa seu filho em creche, você isso, você aquilo.
ISSO TÁ ME IRRITANDO TANTO!!!!!
Não se pode mais dar presentes nas datas comemorativas, porque seu filho precisa aprender que presentes não são bons. ????
Estão deturpando os valores!!! Estão lançando os erros de educação para todos os lados menos para si mesmo!!! Se seu filho é mimado e adora o consumismo, adora ganhar tudo que vê pela frente, é porque VOCÊ não lhe dá limites!!! É porque VOCÊ simplesmente não quer dar não porque traumatiza!!! É porque um castigo de 5 minutos vai marcar os sentimentos dele pro resto da vida!!! Me poupe!!!! Criança precisa de brinquedos, criança gosta e precisa brincar, criança adora rasgar um papel de presente, sem que lá dentro precise ter algo caro, mas o prazer em ganhar, a magia que isso tem, só a infância nos permite!!! Não que isso tenha que fazer parte da vida dele incondicionalmente, mas isso é VOCÊ que também precisa informá-lo "mamãe vai dar agora, porque pode, mas quando não posso, não dá." Limite acompanha respeito! Se você consegue fazer com que seu filho receba um presente e saiba o quanto aquilo foi suado e difícil para ele ter, ele vai dar valor, mas se você banaliza o presente, o problema realmente é seu. E também  não digo que troque presente por passeio ou passeio por presente, junte os dois, ou oque você pode no momento, é VOCÊ quem tem que dar as regras.

A outra coisa chata que anda super comentado e é o auge do momento, é o tal Reality de Ana Maria Braga. Quando começou eu só esperei as flechas de novo para todas as direções menos pro próprio umbigo, de novo.
Vamos lá, eu te ajudo a abrir os olhos.
Algumas mães estão horrorizadas com a casa. É linda, cheia de brinquedos, toda adaptada para as crianças. As mães ficam brincando com seus filhos, competindo em recreações, tendo informações sobre alimentação saudável, existem propagandas comerciais lá dentro, o bebê escolhido será o bebê Hipoglós. É uma exposição absurda, dizem umas.
Tudo bem,sobre a amentação foi o fim da picada, o tal educador deveria ser criticado em rede nacional e deveria também pedir desculpas para todas as mães, incentivar o fim do aleitamento materno é até um crime!!!!!!!!! Ponto negativíssimo. Ok. Mas e aí? Quem nunca teve um parente, um amigo, um profisisonal que lhe incentivou também??? Quem nunca ouviu "dê água, dê suco, deixa ele chorar e voce vai tirando o peito aos poucos". Quem???? O fundamental é você. O ponto de partida e de volta é só você. Como você lida com isso? Você se deixa levar? Você aceita?
Quantos e quantos blogs hoje existem recheados de propagandas de produtos???? Quantos sorteios já foram realizados nos blogs para ganhar brindes e divulgar os produtos??? Quantas mães blogueiras já inscreveram seus filhos para serem "o mais lindo do dia de tal revista" ( mais uma divulgação do produto) ou para ganhar os produtos comerciais? MUITAS!!!!!!!!! Mutias e muitas utilizam o blog materno para fins comerciais e aí? É diferente desse programa??? Vamos olhar mais para nosso mundinho e ver que temos muuuuito em comum com oque criticamos lá fora, mas é difícil enxergar nosso defeitos, se é que podem ser considerados defeitos, afinal, o blog é pessoal, o respeito deve existir.
Qual é a mãe que não sonha em 100mil reais para investir no seu filho??? Qual é a mãe que não sonha em passar o dia inteiro coladinha com o filhote brincando, ensinando, trocando informações com outras mães ( como fazemos aqui) numa casa adequada pra ele, cheia de recreações???

Existe competição fora daquele programa também!!! Aqui mesmo na blogosfera é uma competição mais absurda que a outra, "meu filho come verdura, meu filho dorme a noite toda, meu filho isso meu filho aquilo...tive parto normal, amamentei por 3 anos etc e etc"e assim a tensão sob a mãe que permite isso, é a mesma lá.  Cada mãe é que deve ter o discernimento em aplicar suas próprias regras. A gente tá reclamando de tudo, criticando demais e esquecendo que na nossa vida, ao nosso redor, tá cheio desses pontos negativos, oque devemos nos preocupar é se seguimos ou não e se estamos respeitando o espaço do outro ou não, se estamos ajudando ou não.
Você apontar o dedo na cara de uma mãe e dizer"VOCÊ TEM QUE PARIR EM CASA!" é uma violência pra mim!! Fazer campanhas, incentivar, ajudar na gestação a mãe ter um parto tranquilo é uma coisa, mas exigir que ela tenha o parto que você considera melhor é ridículo!!!!! Isso não é ajuda, isso é imposição, é tirar a liberdade da mulher, e isso está ultrapassado, ou o dia 8 de março não existe mais???  Passou do ponto, passou do limite, perderam a razão na minha opinião.
REPITO SEMPRE, RESPEITO é TUDO.
E é esse nosso propósito de ser mãe: EDUCAR e ensinar aos nossos filhos a RESPEITAR o proximo, independente de seus caminhos, de suas opiniões. Ajudar o outro, respeitando seu ponto de vista e não condicionando uma ajuda a um único caminho a seguir. Ao nos preocuparmos com essas picuinhas esquecemos que somos imperfeitas e com nossos erros, eles também aprenderão.
Vamos deixar de ser bitoladas e ter nossa opinião exposta sem medo!!!!

12 comentários:

Priscila Sant'Anna: disse...

Arrasou Jú!
No sábado eu estava comentando com a Adri sobre pessoas que a gente conhece na internet e depois quando conhece na vida real leva um susto, sabe? Aí a Adri ainda me disse: - na internet a pessoa pode fingir o que ela quiser, né? Mas quando vem pra vida real a coisa muda!
E é bem isso...tantas mães aí colocam o dedo uma na cara das outras, mas e tu for ver a vida delas vai se surpreender.
Tem gente que bloga pelo sucesso,
Faz contas para ter retorno financeiro, escreve o que quiser. Tem até aquelas que roubam fotos de outras mães para criarem blogues, né?E esse programa é tendencioso sim, mas quem assiste que tem que avaliar, filtrar. A televisão, principalmente a programação da globo tá chocante!
A gente tem que educar nossos filhos com consciência, o mais importante é o que tu disse no final, no último parágrafo.
E nós como mães é muito importante cuidar, proteger, educar, amar, mas o que eu acho mais importante é oferecer uma educação emocional, isso é pra vida toda, é o melhor legado.
Bjs
Pri

Maria Eugênia disse...

Tem gente que só se preocupa em parir... Em ser mãe....talvez.

Sylvia disse...

Adorei seu post!!! Direto e verdadeiro, muita gente teria que ler para aprender que ninguém é dona da verdade nem da razão!!! Beijos mil

Mãe Mochileira,Filho Malinha disse...

Absolutamente perfeito,Ju.Disse td que tava engasgado em mts de nós ,a muito tempo.Passou dos limites ja,virou ridiculo e caricato..um bando de mães loucas,que vivem competindo,criticando e julgado..e agora estão julgando quem tb vive competindo e criticando..kkkk( me refiro ao famigerado programa da tv)..TB ja fui vitima do bullyng materno pq fiz cesarea,e quer saber? foda-se que acha q deveria ter parido em casa,me rasgando e tetc..acho parto normal lindo..e queria ter tido um..só que não deu,e dai?? sou menos mãe e mulher por isso??? vc disse td,as pessoas nunca olham p o proprio umbigo.. julgam -se perfeitas..se seu blog não adere aos movimentos maternos,vc é alienada,se vc reslve fazer parceria no blog com uma empresa qualquer ,vc é uma vendida,se vc conta algo do seu filho,vc é uma aparícia..ah,faz me o favor!! Amei seu post,o mais verdadeiro de tds no meio dessa pataquada toda que vem se tornando o mundo virtual materno...
beijao e tamos esperando vcs aqui na cidade,einh!! ;)

Ju Dalzoto disse...

Eu tb adorei o seu post, Ju! Fiquei aqui admirada com sua coragem em falar tta coisa. Penso tb, em muitas delas, e confesso que já pensei 2x antes de escrever um post por pensar o "que os outros vão pensar", porque tem alguns blogs onde as mães são muito, muito "perfeitas" e a gente fica até meio assim em ser "normal".

Lembro do meu drama interior por querer escrever sobre o meu parto e não saber como porque fiz uma cesárea optativa!!! Um horror, né?!

Amiga, parabéns!
Vc é ótima!
Beijo grande
Ju

Giovanna Cresceu!!! disse...

Ju, blogs desse tipo de mãe já me encheram o saco há tanto tempo que nem me leio mais. Já deu pra mim tb. Meu blog continua "apenas" sendo um diário para contar a infância das minhas filhas. Ainda bem que não convivo com essas mães "certinhas". Estou cercada de mães reais, graças a Deus...rs.
Bjs.

Natinha disse...

ahahaha.. falou tudooooo!!! Tu acredita que eu escrevi um post assim!?!?
Essa coisa robótica e politicamente correta já deu!!!
Ameiii o psot e assino embaixo!!
bjosss

Templates e Layouts Sal da Terra disse...

Olá querida!
Estou fazendo uma promoção! Personalização completa por apenas R$25,00! Isso mesmo!
Mas só vai durar até segunda!
Entre em contato comigo e vamos deixar seu blog mais lindo ainda!
Personalizei o blog A mãe do Miguel, este aqui ó: http://amaedomiguel.blogspot.com.br/
Ficou fofo né? *-*
Beijos ♥

Diário da mãe e da filha disse...

Faltou tudo e mais um pouco, Ju!! Gostei de verdade.

Tá faltando respeito
Onde assino??

Beijos

Deninha Costa disse...

Falou tudo!
Seus filhos são lindos,amei seu cantinho e até mais.
Beijos!!!



me manda um convite pra me poder ver seu blog privado?Eu_deninha30@hotmail.com

Danielle Donda disse...

perfect!

Taty disse...

Falou tudo Ju, saudades do tempo do blog.... beijos