sexta-feira, 11 de maio de 2012

Sabe as Suas Regras? Não São as Minhas.

Fazia tempo que não postava algo que rendesse polêmica...rs
Bora falar sobre alimentação?? Eita piula...agora o bicho vai pegar!! rsrs

O mais mágico de ser mãe é que você aprende coisas novas e aperfeiçoa as ideias a cada fase do filhote.
E o ponto mais chato que acho é quando o mundo inteiro se volta pra você e te joga um dedão te culpando por tudo de ruim que acontece ou as falhas que elas acham que você comete. As mães tem que carregar o mundo nas costas, a culpa dele e tem que ser exemplo perfeito também. Mas me diz aí, quem é perfeito???
Perfeição no mundo materno é algo relativo e completamente individual. E o pior, quem te mete o dedão indicador são as próprias mães. E mais ainda as que ainda não são.

Você dá suco de frutas sem açúcar pro filhote? Ótimo, não tem mais nada saudável! Mas deixa ele comer batata frita ou hamburguer ou carne sangrando num churrasco??? Olha aí as particularidades...!
Você dá suco em caixinha mas evita biscoitos recheados?? Outras particularidades! Seus filhos comem só coisas orgânicas mas não fazem exercícios? Não dá doces mas massa é a vontade?... Vamos rever nossas ideias e nossas agulhadas, apontar nosso dedo indicador pro nosso próprio umbigo.

Sabe qual é a melhor forma de criar os filhos?? Tendo como regra única, o respeito. Sim, isso inclui o respeito aos que comem doces, aos que tomam refrigerantes, aos que comem biscoito de água e sal no lanche, aos que levam frutas ou tortas pra escola. Tenham certeza de que isso é mais importante, é fundamental no crescimento deles do que saber que tal alimento tem conservantes, de que tal comida tem açúcar, de que devemos ser perfeitamente saudáveis, porque por mais saudáveis que eles sejam debaixo de nossas saias, lá fora, logo ali ó, depois do portão de sua casa, ele poderá experimentar comidas deliciosas e suculentas e pior, podem apaixonar-se. E então se entupirão dessas coisas lá fora. Acreditem, explicar os motivos e o respeito às diversas formas de viver, são o ponto principal.

Ok, concordo;  Temos que segurar nas balinhas e pirulitos dentre outros, pelo excesso de corantes e estabilizantes que eles tem, causam alergias, distúrbios intestinais e podem aumentar os riscos da diabetes. Mas convivo com mães que dao tudo isso aos filhos e eu não critico nem falo nada, porque cada casa tem suas regras e ninguém tem o direito de se achar melhor, porque se você acerta aqui, erra alí. O excesso prejudica, não o moderado muito menos o pouco. O melhor em ser criança é poder aproveitar uma deliciosa páscoa, um delicioso saquinho de Comes e Damião, maravilhosos doces no Natal, no dia das crianças e aniversários! Se você explicar os motivos e tiver pulso em moderar, em saber dosar tudo isso, seu filho vai crescer seguro das decisões e independente de seus comandos.

Tudo isso porque fiquei de saco cheio de pitacos dos proprios amiguinhos da Clara. Ela chegou em casa dizendo que a amiguinha riu do biscoito cream-creacker que ela levou, não se sentiu magoada, mas eu sim, ainda mais porque sempre tem um adulto por trás de uma criança de 4 anos pra criticar. Assim como um coleguinha falou que o bolo de chocolate que ela levou um dia  "era doce e que fazia mal e que ela ia morrer".???
Eu expliquei que a coleguinha riu porque ela queria provar um desses e tinha vergonha, que outro dia ela oferecesse, porque é muito bom - ela adora e que bolo de chocolate as vezes podia sim e que ela não ia morrer, mas a mãe dele não deixava então ela tinha que respeitar. Com ódio, mas eu disse.
Tem dias que ela leva fruta, bolo, misto quente, iogurte, suco de caixinha ou água. Existem coisas que eu explico que doem a barriguinha e que quando ela crescer ela vai poder provar; refrigerantes, catchup, biscoito recheado... Mas eu nunca critiquei os coleguinhas dela que levam coca cola no lanche de 8:50 da manhã.

Clara come doces em ocasiões onde crianças comem doces. Ela come chocolate quando eu compro e explico a quantidade que ela pode comer, senão vai ficar com dor de barriga. Ela toma suquinho de caixinha porque eu não vejo mal em dar uma caixinha se ela toma equivalente a umas 20 caixinhas dessas de água por dia. Ela come torta de chocolate, come pizza, sorvete, picolé, porque criança adora e são as melhores delícias do mundo e porque ela também almoça e janta feijao, arroz, carne e verduras!! Refrigerantes e biscoitos recheados eu não dou ainda, um dia ela vai provar e gostar, mas eu acho bombas de artificialidades que não fazem nenhum bem ao organismo dela, mas isso é o meu ponto de vista.

A gente não pode radicalizar tudo minha gente!!! Não vamos começar a criar nossos filhos bitolados a certas regras e sim ao respeito ao outro em todas as suas formas! Se é gordo, se é magro, se come porcarias, se é guloso... só sei que até aqueles que vivem dos orgânicos, tem seus momentos de porcarias. Então vamos criticar menos e ensinar a respeitar mais!
Tá? Xêro na venta procês, mães normais e reais!

11 comentários:

Jay disse...

Do alto da minha experiência de não-mãe(rs) concordo plenamente com você!
Respeitar a opção das mães dos outros filhos é tudo.
E se você quer que respeite a sua, naturalmente precisa respeitar a alheia.
Simples, né?

Roberta Berrondo disse...

Ju Minha Linda, colocação perfeita!!! Quase fui apedrejada semana passsada por criticar o radicalismo... Como sempre falo, um dia fui liberal demais com a alimentação, principalmente a do HL, mas aprendi e sigo aprendendo e hj muito foi reformulado, mas jamais quero cair no outro extremo de ser liberal demenos. Quero que eles sejam saudaveis, mas acima de TUDO que SEJAM CRIANÇAS!!!
Lá em casa pode tudo de Refri á agua, de biscoito recheado à biscoito de povilho, cada qual na sua hora e na sua quantidade, o meio terme sempre será o caminho menos sujeito à tropeços

Sylvia disse...

Uau!!! Amei o texto!!! Realmente cada família é de um jeito e ensina seus valores a seus filhos, mas antes de tudo devemos respeitar o que os outros pensam também e procurar não deixar nossos filhos bitolados!!! Beijos mil

Cris Guimarães disse...

Costumo dizer que se a criança come direito pode comer de tudo, inclusive doces e congêneres. Eu evito industrializados e tem coisa que não dou nem amarrada, mas no geral eles provam de tudo.
Radicalismo só leva a uma coisa: quando a criança resolver provar a porcaria, vai parar no hospital, porque ou vai exagerar ou não está acostumada e vai dar reação.
Beijos!!!

Beatriz Zogaib disse...

Puxa, muito prazer! Também tenho blog e pelo visto regras bem parecidas com as suas... Belo texto e ótimos argumentos. Com certeza, uma regra que deveria ser seguida por todas as mães, inclusive umas com as outras, é o respeito.
E nada impede de aprendermos umas com as outras, o que é bem diferente de disputar, agredir, apontar o dedo não é?
Voltarei aqui mais vezes.

beijos
Beatriz
www.maedacabecaaospes.com.br

Mari Hart disse...

Ju amadona! o povo tem mania de achar que a sua própria verdade é superior! Acho isso de uma burrice gigantesca, pq a pessoa se fecha para novos horizontes, novas verdades e caminhos, e fica limitada!

Sou contra qualquer tipo de radicalismo, não canso de dizer! Me dá uma preguiiiiiça, infinita! rs...

Muitos beijos!!!

Fanny Barbosa disse...

Amiga tu sabe como sou como mãe né, então tô nem aí para quem fica ditando regra, do meu filho cuido eu!!
rsrs bjs

Ju Dalzoto disse...

Oi Jujuba!

Muito bom o seu post! Gosto de post's assim, cheios de sinceridade!

Concordo que o respeito é o melhor "alimento" e é pra toda a vida!Aqui em casa tb temos algumas regras, mas não somos radicais (até biscoito recheado o Lucas come de vez em quando). Procuro ser o mais "saudavel" possível, mas é aquilo, né, vida real!!!

Lä na escola dele o legal é que o lanche é o mesmo para todos, o que evita esse tipo de comportamento. De casa, cada um só leva água e uma fruta de sua preferência. É muito bom esse sistema, eu aprovo e recomendo!

E o bom é que vc explica tudo pra Clara, como tem que ser. Fizemos a nossa parte!

Beijo grande pra vcs!
e um beijinho carinhoso no baby

Ju

Rachel disse...

Pta variar concordo com vc... meu filho pode comer quase tudo aos 2 e meio, mas tem coisas que não. Impedidas por mim e com aval da pediatra. Mas o que mais me irrita não é quando outra mãe de um pimpolho de 2 ou 3 critica isso ou aquilo. É quando a família desrespeita as regras que c tem na sua casa, por acharem ridículas. Só não fiz post sobre isso pra não causar a terceira guerra mundial em casa. Mas que dá vontade de socar quando tá na hora de dormir e ele vem com bala na boca.... Um beijão!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nanci disse...

Que raio de mãe diz pro filho que ele vai morrer se comer açucar?!?!?!? Todo radicalismo é ruim e cada um cuida dos filhos como quer. Tudo isso é obvio demais né? Mas então pq tanta gente enche o saco das mães por conta de tanto pode e não pode? É dificil entender, mas fazer o que.bjs.

Adriana disse...

Post perfeito, como sempre.....