quarta-feira, 9 de maio de 2012

Noites em Claro? Só pra Amamentar!


Mari Mari! Seja sempre bem vinda ao blog! Eu não procurei ajuda profissional
pois eu imaginava não ter que passar por isso, pois com a minha primeira filha
foi mais traquilo, tenha certeza de que eu não qeuria que o peito sangrasse, não tava achando
nada bonito aquilo. Mas eu já sabia oque ia ouvir "o bebê não sabe sugar, você não sabe
amamentar, por isso machucou e sangrou, pare e dê o nan". Então,como eu sabia que isso é comum,
só esperei tudo passar e passou, depois do primeiro mês foi tudo maravilhoso - está sendo. Bj!

*
Vocês devem lembrar da minha saga quase eterna - olha o drama - com o sono de Clara.
Balanço pra cá, balanço pra lá, 873562743823 noites em claro ao lado do berço ou cama dela
pra que ela conseguisse adormecer sozinha, sem medo...deixei chorar, deixei esgoelar,acalmei,
troquei leite, troquei alimentação, meia luz, historias, adormecia junto dela...Milhões de tentativas.
Mas o principal eu só fui descobrir agora, na seunda gravidez: Além do ritmo dela de sono ser agitado,
eu vivia estressada. Eu já levá-va pro quarto estressada e irritada. Não tinha como ela adormecer bem,
vendo a mãe tão aniosa e louca!!!
Ela só veio dormir sozinha completamente aos 2 anos e meio, até lá eu tinha que ficar ao lado dela esperando que fechasse o olho, não queria levá-la pra cama. Mas até isso fiz. Alguns meses ela adormecia com a gente na cama e depois eu levá-la, porém, de madrugada ela acordava aos berros até que voltasse a dormir com a gente novamente.
No dia que dei um basta nisso, ela ficou no quarto sozinha até cair no sono só. Deixei um monte de livros, ela deu escândalo, mas deu certo. Ufff..!
Quando engravidei de Arthur, já dizia pros 4 ventos, pra todo mundo ouvir e entender: "Ele não vai saber oque é balanço!!!"
E foi assim. ARthur não ficava no braço, quando via alguém com mais de 5 minutos com ele, já pedia pra deixá-lo no berço, outros 3 anos sem dormir eu não aguentaria.
Ele reclamou um pouquinho, mas quando percebia que não era cólica, ou seja, quando eu tirava do berço ele parava, deixava ele lá, alisava o rostinho e colocava um paninho - santo paninho!!! - do lado do rosto e ele adormecia. E está sendo assim até agora, ele é calmo, adormece tranquilamente, as vezes preciso ajudar com o paninho e a chupeta - outra coisa que Clara não teve - mas com 5 segundos ele acalma e dorme, mas não tiro do berço muito menos balanço no braço. Ele nunca dormiu no meu braço. As vezes dá uma vontade imensa de passar o dia com ele pendurado, mas me contento em vê-o rir muito na cama quando vou ficar com ele acordado. Aproveito as hroas do banho, das trocas de fralda e principalmente amamentando, essa é a melhor parte pra dar carinho. E uma grande diferença deles dois; Clara era o carinho em pessoinha, era uma delicadeza de bebê, chorava pra ter carinho, no colo, no meu colo, ela se sentia extremamente feliz e segura, Arthur basta estar no berço pra sorrir, pra ele tá tudo bom, tudo bem
em qualquer lugar, desde que esteja dentro de sua rotina!!! Isso vai levar um outro post imenso...rs
Vale lembrar que eu não quero acostumar no braço pra ficar com as mãos livres para passear ou me livrar dele e sim pra conseguir fazer minhas outras coisas sem estresse, já que não tenho ajuda. Se eu pudesse...passaria o dia com ele! rs O resultado dessa tranquilidade na hora de dormir é que ele consegue adormecer às 19 horas e acordar pra mamar umas 3 da manhã, ja chegou às 4!!! E depois acorda de vez, todo dia, às 6 da matina, com a corda toda!

Oque aprendi? Que balanço ajuda a adormecer mais rápido mas também você nunca estará livre dele, que colo é maravilhoso quando o bebê está acordado e brincando, jamais pra dormir... Que eles aprendem rápido quando são mais novinhos as novas adaptações, mas também uma coisa mais importante que tudo isso: que cada bebê é único e diferente. Se eu tivesse feito com Clara oque fiz com Arthur, levaria mais tempo porque ela é mais difícil de convencer, necessita mais de carinho, de mais atenção, Arthur é mais tranquilo e gosta de organização, de rotina perfeita. São dois filhotes diferentes, eu não aceito quando dizem que todos os bebês nascem iguais e a gente molda suas personalidades, eles nascem com suas próprias percepções, vem pra essa vida com seus traços de personalidade, mas a gente molda os caminhos e as diferentes formas de organizá-los.
Se você tem um bebê calmo e fácil, espera o próximo...kkkkkk E se você tem um bebê agitado e difícil, espera o próximo também...rsrs
O que quis dizer é que independe da nossa vontade ou de nossa personalidade, eles não são robôs que se moldam completamente a gente.

Chupeta. Eu abominaaaava chupeta. Tenho que fazer um post com as coisas que eu dizia "eu nunca vou fazer". Clara nunca usou, pois eu acreditava que prejudicava os dentes e bla bla bla. Acontece que...Eu acho que teria sido mais fácil aguentar  o sono por mais tempo, ela sugaria a chupeta e me deixaria descansar mais, sem precisar adormecer no peito. Outra; Clara tem os dois dentinhos inferiores meio tortinhos e nunca usou, nem mamadeira.
Por isso, Arthur com 5 dias de vida ganhou uma para dormir. Engraçado como eles se acalmam! "ah, mas você quer vida facil então? vai dar chupeta só pra dormir melhor?" Tenho certeza que alguém me alfinetou neamm??? Pois bem, eu sou super a favor do bem estar da mãe, porque eu passei por muita coisa no primeiro ano de vida de Clara que nao desejo pra ninguém. Vivia cansada, exausta, estressada e sem vida, deixei de brincar com ela varias vezes por nao estar disposta, tendo que aguentar casa, comida, roupa, bebe e outras coisas szinha, sem familia. Portanto, se é pra você dormir melhor e cuidar do filhote melhor, dê chupeta. A mãe necessita de descanso.

Pois bem meninas...já tá imenso o post, vou preparar já outro e aos poucos volto com minha rotina blogueira, morro de saudades!!!!!!!
Beijaooooooooooooooooo

8 comentários:

Roberta Berrondo disse...

Oi Ju, que bom ler blogagens suas, sempre ponderadas e sem radicalismos. entendo perfeitamente o ter as mãos livres, precisamos disto inclusive para dar um tempo de melhor qualidade a eles. Beijos

Juliana disse...

Ai Ju, Bebel é foi mais parecida com a Clara. Tirando a amamentação que odiei e só pretendo dar até os 3 meses, igual a Bebel.
Quero que Teresa durma sozinha também. Pra ser mais independente.
Com Bebel, eu sou muito grudada, tanto que ainda hoje, com 4 anos e meio, ela adormece comigo junto. E eu amo isso! Mas balanço, eu não dava muito não. Com nove meses, deixei chorando pra dormir a noite inteira. E serviu!
Mas acho que segundo filho é assim. A gente tenta não cometer os mesmos erros. Aprende com os erros. Tem muita coisa que também quero mudar.
Bjos!
Juliana Almeida
www.blogdabebel.com.br

Valquíria disse...

Ju, como sempre você arrebentou com seu post!!!Quanta experiência, quantas dicas!!!Valeu mesma e sempre quando tiver por favor nos passe!!!Beijos enormes
Val e Gui

Milka disse...

Eu com muito conhecimento de causa posso dizer que um filho nao igual ao outro, e ponto. Kkkkkk
As minhas meninas tiveram e tem rotinas de sono totalmente diferentes e posso te dizer que já fui do paraíso ao inferno total, kkkk
Mas no final o que importa é a felicidade de ser mãe!

Beijos ❤!!!!

Tatei e Nana disse...

Eu me identifiquei muito com esse post. Como o segundo filho se beneficia da experiência da mãe, né? E a gente já sabe levar as coisas muito melhor, sem tanta neura, né?
Bjs

Miguel...Presente de Deus disse...

Ju aqui o Miguel era bem calmo durante a noite,não deixava ficarem com ele no colo muito tempo tbm,e nada de balancinho no colo.rs Agora quanto a dormir sozinho eu tenho trabalhado pra isso, coloco ele na cama dele e quando eu acordo durante a madrugada meio que apertada na cama,quando vejo é ele que já tá dormindo do meu lado,ele agora vem de fininho e deita sem eu sentir.rs
Acho que vou ter que fazer igual vc falou,levar ele de volta e deixar chorar,ótima dica,ótimo post.

Bjokas

Carla e Miguel

Rachel disse...

Amo os posts das mães recentes do segundo rebento rsrs... so me preparando!! Luiz Guilherme está chegando, estamos em 34 semanas e o sono já é um pensamento meu. Adorei seu post e concordo totalmente, eu viciei meu filho no balanço e demorou uns meses pra tirar. Ele dormia bem a noite toda, mas precisava disso pra dormir sempre. Com o mais novo vou tentar usar mais o berço, fazer adormecer sozinho, com a minha presença, mas sem balancinho. Um beijão Ju!!!!!

Nathália Martins disse...

Sei o que é isso... e infelizmente não fui 'forte' o bastante para implementar 'isso' com a Julinha, apesar de na teoria dizer que o faria. Ainda tenho que balançar a Julia para ela dormir. A pequena está com 18 meses, 11 kilos... Ai minha coluna!!!
Trabalho 9 horas por dia e para mudar precisaria levantar várias vezes à noite... seria um zumbi no dia seguinte. Um dia vai ter que acontecer...
Parabéns pela sua atitude e pelos pequenos.
Um lindo e feliz dia das mães.