segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Quando Esperar o Segundinho?

Conversando com minha amiga linda Val, mamãe do Guilherme-arrasa-corações rsrsrs, falamos sobre as dúvidas e o lado bom de ter um outro filho 3 anos após o primeiro.

Eu sou franca e realista, não vou encher de fantasias e daquelas frases feitas que não ajudam muito "ter fillho é uma maravilha", "tudo vale a pena", "ser mãe é padecer no paraíso"e etc, porque sei que a realidade é mais dura e menos colorida e completamente diferente pra qualquer mãe. Algumas tem quem as apoie outras são sozinhas, algumas podem, financeiramente falando, levar numa boa outras não, algumas não querem abdicar de novo e tão rápido de sua vida por mais alguns anos... E cada dúvida deve ser levada em consideração e pesada com consciência, porque depois que o baby nasce, xuxu, toooooooooooodos em volta que te incentivaram a ter um filho de novo, desaparecem que é uma beleza e a responsa é toda sua.

Pra mim pesou bastante o fato de ficar mais uns 2 anos em casa ( é porque dessa vez vou colocar o boyzinho mais cedo na escola) e adiar mais esse tempinho da minha vida profissional. Mas em contrapartida, falta 1 ano e meio pra terminar minha faculdade que faço à distância ou seja, vai dar pra conciliar, nos apertos mas vai. Ficar mais um tempo grande desse em casa e de novo estar longe da família vai ser um desafio chato que vou encarar, mas decidi que a hora era essa, se fosse mais pra frente complicaria mais.
O motivo maior de ter certeza que essa seria uma boa hora, além da minha vontade imensa de ser mãe de um time de futebol (ma$$$$ parou por aqui!!!!!! kkk), foi  a idade da Clara.

Quando ele nascer Clara terá 3 anos e meio exatos, acho uma excelente idade, porque não é tão grande a diferença e ela está mais independente do que há um ano atrás. Dorme sem fralda há um tempo, já vai ao banheiro sozinha, come sozinha, dorme sozinha e a noite inteira e me ajuda com pequenas coisas mas já é importante ela saber que precisa me ajudar em casa.
Aliás, Clara é o ponto forte dessa gravidez e não o contrário. Ela vivencia e participa de tudo desde quando descobri que estava grávida. E esse era o ponto onde queria chegar.

Oque percebo que vai ajudar a diminuir o ciúme que Clara sentirá com a chegada de um bebê na casa onde até então ela reinava sozinha, é o fato de ela se sentir extremamente importante e não mais o centro de tudo sozinha.

Desde que soube da gravidez, mesmo sem barriga alguma, fui explicando a ela que estaria chegando um irmãozinho para ela me ajudar a cuidar. Daí esse menininho ganhou o coração dela de um jeito fofo. Ela sempre se mostrou muito carinhosa e ansiosa para brincar com ele. Lóóóóógico que não será perfeito, ela vai dar escândalo, vai se fazer de bebezinha, vai querer competir etc... Mas imagino que será mais tranquilo. Todos os dias ela conversa com ele, brinca de dar "bú!", faz as pessoas falarem com ele, diz que vai dar banho, vai fazer "leitinho marrom" pra ele, vai trocar fralda etc. Ela quer muito que ele chegue e isso já é muito bom. Certo, a prática é uma e a teoria é outra, concordo. Mas se o estímulo a essa união começar desde cedo, os problemas ficarão menores. Conversa pra mim é tudo. Faço questão de conversar com ela sobre tudo e ela ser "perguntadeira" é ótimo pra mim. Ela disse que Arthur não pode ir 'agora' pra escolinha porque ele é pequeno e vai se machucar, mas depois ela leva. São esses detalhes tão cuidadosos que me apaixonam rsrs.

Algumas coisinhas que queria mudar com a chegada dele fiz antes dele nascer, como ela parar de ir pro nosso quarto de madrugada, saber que tem que lavar as mãozinhas depois de fazer xixi, deixar os copinhos que ela toma água no alcance dela, entre outros. Isso vai me ajudar bastante...! A organização de seu quartinho, de suas roupas e calcinhas e principalmente de seus brinquedos. Ela sabe que tem que guardar depois. Tenho que lembrar na maioria das vezes, mas sei que isso é um progresso a longo prazo... Eu sou tão medrosa e precavida com certas coisas, que ensinei pra Clara até ligar pro pai do meu celular. Deixo na discagem rápida, ensinei qual o pitoquinho ela deverá apertar e nós treinamos isso varias vezes. Como somos sozinhas, eu posso cair ou me sentir mal e ela vai me ajudar. Neurótica?? Pouquinho....rs

Resumindo... Pra mim não teve melhor hora pra ter um outro bebê! Não dá pra ter tudo perfeito e certinho, o jeito é ir encaixando quando abrir alguma brechinha! É muito bom ter filhos, mesmo! Pra mim não há melhor essência no mundo do que ser mãe, mas tudo tem dois lados e diversos caminhos, cada um com seus detalhes, cada um com seus obstáculos e duvidas e devem ser respeitados, porque nõ basta trazer alguém ao mundo, tem que saber lidar com as consequências e aquela montanha russa de emoções!

:)
Beijos e fui!

17 comentários:

*CaRoL* disse...

Nossa Ju... passei o dia todo pensando nesse assunto e quando abro seu blog: aí está tudo o que eu queria ouvir (ler). A minha Laura ainda tem 1 ano e 7 meses... acho cedo pra mim e principalmente pra ela. Meu blog está totalmente desativado... mas estou sempre por aqui. Beijoooos.

Ju Dalzoto disse...

Oi Juju!

As coisas estão bem encaminhadas por aí, né?! Que bom! A Clarinha é mesmo demais, certamente toda essa preparação vale muito a pena. Eu acredito profundamente na capacidade deles de entender as coisas através das nossas conversas, simples e diretas, mas sinceras!

Boa sorte, Ju!
Por aqui, Miguel a qq momento, hehehe. Lendo seu post percebi que deixei passar várias coisas que eu gostaria de ter feito com o Lucas antes do mano chegar, mas como não tive muito apoio, achei melhor deixar como estava (tipo a cama compartilhada). Agora é ver o que vai dar, porque não há mais tempo p qq preparação!

Beijos
Ju

Danny disse...

Oi Ju, eu acho que a Clara será bem amorosa sim com o bebê, ela já tem uma ligação forte com ele desde a barriga né.
Admiro quem se aventura em outro filho, eu ainda não tive coragem e nem sei se terei, agora saindo do trabalho acho que será mais difícil ainda.
Quando o bebê vai nascer? A Clarinha vai ficar com quem?
Bjs!

Ságna Ribeiro disse...

Quando minha filha tinha 01 ano e seis meses, o meu filho nasceu.... pense.... foi muito difícil, ás vezes eu chorava porque não podia dar atenção aos dois, hoje já melhorou bastante tem dias que eu fico doidinha.... cansada que é uma beleza... mas no final dá tudo certo.

Giovanna Cresceu!!! disse...

Eu comecei a planejar a chegada do segundinho qdo Gi estava com 2 anos e meio. Tb achava essa diferença de 3 anos e meio boa pq o mais velho já tá mais independente e ao mesmo tempo não terá uma diferença tão grande entre idade e podem brincar juntos. Vc sabe que o tempo de Deus não foi o mesmo que eu planejei e por isso o segundinho aqui vai chegar qdo Gi completar 4 anos, mas acho que tb vão se amar e curtir muito.
A única mudança que ainda não consegui implantar foi da Gi dormir sozinha. Ainda preciso ficar ao lado dela pra adormecer e nem sei como vou fazer isso qdo já estiver mais barriguda, mas ela já entende que algumas coisas não faço mais por causa do neném na barriga.

Bjs.

Valquíria disse...

Ju, vc sempre me surpreendendo obrigada por esse post tão gostoso e delicado de ler sobre o segundinho.Pode ter certeza que vc ajudou muito com seu depoimento fofo!
Vc é uma pessoa iluminada Ju, te adoro e obrigada pelo carinho enorme que tem por nós que vc sabe que é completamente recíproco!
beijos
Val e Gui

Juliana disse...

Ai Ju, por aqui também foi um dilema!
Sendo sincera, pois não gosto de mentiras, não queria ter outro, não!!
Bebel recém nascida foi punk pra mim! Embora a minha família seja grande, ninguém me ajudou. Mal vinham me visitar!! Marido trabalhava e eu ficava sozinha. Eu sempre tive secretária em casa. Mas, quando Bebel nasceu, eu mudei de empregada mais de 6 vezes. Até encontrar o meu anjo, quando Bebel tinha 1 ano e 4 meses. Confio nela. Deixo Bebel com ela, pra ir jantar ou ao cinema com marido uma vez por semana. Se preciso trabalhar a tarde, deixo Bebel com ela. Sim, porque trabalho de manhã, na empresa do marido, quando Bebel está na escola!!
Mas, marido insistiu tanto, que acabei concordando. Estou com 13 semanas. Também conversando muito com Bebel e torcendo pra dar tudo certo!!
Bjos!
Juliana Almeida
www.blogdabebel.com.br

Ju Dalzoto disse...

Juju!!
Valeu pela força viu?!
Adorei seu comentário!
Tudo acontece quando tem que ser né?! Nada é por acaso...

Está tudo bem por aqui! Assim que tiver novidades, eu aviso!

Beijosss
Ju

Adriana disse...

Por aqui acho que ficará só no primeiro, Essa é a minha vontade, atualmente!!! ontem conversei muito com minha gineco sobre isso, acho muita irresponsabilidade colocar filho no mundo só porque a sociedade diz que é melhor que uma criança tenha um irmão para não se sentir infeliz e solitário. Acho que a felicidade independe disso. Já me chamaram de egoísta por pensar assim...

Sua Clarinha é demais!!! amo ela! com certeza vai babar muito no irmãozinho!!

bj


Ah!! TEM AMIGO SECRETO NO BLOG!! TÔ TE ESPERANDO PRA PARTICIPAR!

taisbertoncello disse...

Oi Juliana, tudo bem?
Trabalho na agência Casa e estou atualizando o malling para envio de kit, que alguns clientes disponibilizam.
Pode confirmar alguns dados?

Blog
Nome
Telefone
Endereço
Nome e idade dos filhos


Beijos e obrigada.
Tais Bertoncello
Media Performance - Planning
+55 41 3311-7709

Adriana disse...

Ju!!!!! participa do amigo secreto lá do blog vai!!!! só falta você!!!!!!!!!!!!!!!

bjs

Aline e Júlia disse...

Passamos para deixar um beijo e um feliz natal para sua família!

bjus

Danny disse...

Ju, passe para desejar um Feliz Natal e um 2012 muito abençoado pra vc e sua familia linda.
Bjs!

Gisele disse...

Oi Ju!!
Menina...tudo de bom para voce e sua familia...Feliz Natal!
Estou contente em saber que virá mais um bebezinho para voce curtir.

Eu sinceramente não planejo entrar no segundo, mas meus motivos são diferentes...estou separada...fica tudo mais complicado...Vou adorar acompanhar todas as fases da sua gravidez.

Beijinhos,
Gi
www.diariodeumavida-gisele.blogspot.com

Gisele disse...

Oi Ju!!
Menina...tudo de bom para voce e sua familia...Feliz Natal!
Estou contente em saber que virá mais um bebezinho para voce curtir.

Eu sinceramente não planejo entrar no segundo, mas meus motivos são diferentes...estou separada...fica tudo mais complicado...Vou adorar acompanhar todas as fases da sua gravidez.

Beijinhos,
Gi
www.diariodeumavida-gisele.blogspot.com

Carla Libório disse...

Ju, adorei o texto. Realmente a vida não é tão cor-de-rosa quanto todo mundo pensa. E o segundo filho, pelo menos pra mim, foi uma grande responsabilidade a mais. Bjos pra vcs!

Simone Fonseca disse...

Que 2012 chegue com tudo em sua vida, trazendo novas realizações e aprimorando seus conceitos.
E que 2011 não tenha sido apenas mais um ano.

Estes são os votos do blog Boa Sorte!
http://boasorte.blog.br