quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Estímulos e Aprendizagens

Estou pra escrever esse post desde matriculei Clara na escolinha. Pensando nas diversas atividades que ela terá no maternal II, lembro que me questionei há alguns meses sobre tantos estímulos na vidinha escolar dessa pequena e dos outros.

Existem muitos pontos na questão de "estudante aos 2 ou 3 anos". Sim, pois hoje em dia maternal não é mais sinônimo de brincar por brincar nem mesmo creche abaixo dessas idades.

Criança tem uma vontade de aprender e uma curiosidade nata. Aprendem com facilidade por possuírem uma capacidade especial em raciocinar e assimular novas informações. É claro e óbvio que cada uma tem seu tempo de desenvolver habilidades e compreensões, mas essas crianças estão sendo inseridas num mundo mais tecnológico e mais dinâmico e acompanham isso naturalmente.

É comum demais falarmos "Só falta nascer falando!" e não é a toa que essa expressão existe. Já foi-se a ideia de  que bebês até os 3 meses são bonecos vivos que comem e dormem; A percepção da existência de coisas, de sons e pessoas existe desde a barriga, depois é só desenvolver.
Vão descobrindo o mundo com o cheiro, com o olhar, depois com tato, paladar e descobrem a liberdade da comunicação de falar e serem compreendidos.

Na escola da Clara ela terá oportunidades em ter aulas de iniciação musical, onde conhecerá instrumentos e seus encantos e diversidades, terá aulas de informática, que pela idade será para aprender oque é o computador e seus itens, aulas de horticultura para plantar e colher e até provar alimentos naturais, aulas de robótica que na verdade no maternal é mais para construção e montagem de legos, a percepção de como construir e inovar objetos. E também aulinhas de inglês, aprendendo cores, números etc.
Com tantas informações assim parece mais que quero uma louca desde cedo estudando para ser a diferente ou a senhorita sabe-tudo, mas não. Ela tem essa oportunidade de estudar numa escola assim e eu fico muito feliz em poder dar, pois sei que suas habilidades e aprendizagens serão estimuladas e desenvolvidas.
Sim, ela é criança e brinca na areia descalça, corre de bicicleta, brinca de boneca, pinta os dedos, se meleca de vez em quando, corre atrás da cachorrinha e se suja toda. Não acho que permitir que a criança explore áreas mais distantes seja afundá-la no mundo de informações, até porque se ela não quiser aprender nada disso eu serei a primeira a compreender qeu não chegou o tempo dela.

A crítica que tenho sobre esse assunto é daquele tipo de pai ou mãe que leva seu filho a esse mundo amplo e dinâmico sem que ele queira, aí sim, teremos um futuro complicado e irreversível. Aparecerá preguiça pra ir à escola, desânimo e falta de interesse pelas aulas, e só tendem a aumentar.
Daí criam filhos que sabem fazer o ABC todo porém tem uma grande dificuldade em interpretar em ser crítico numa leitura, ou que sabem fazer cálculos mas não sabem levar os números para a vida real.
Errado também nossa metodologia de ensino, onde o tempo é curtíssimo e as matérias são gigantes par aserem engolidas para a prova. Mas isso fica prum próximo post.

Instigue, estimule, dê chance de seu filho pensar, raciocinar e construir seu caminho, mas nunca obrigue a uma criança a virar um adulto em minuatura só porque você não teve a chance quando pequeno. As crianças aprendem rápido, adoram informações, mas elas também tem limites! Brincando e aprendendo é uma excelente forma de estimular seu filho a ter amor pela aprendizagem, pela sabedoria e nunca ache chato demais seu filho ser curioso, pelo contrário, dê asas a tanta imaginação! E dê muitos livros de presente! rs

5 comentários:

Rachel disse...

Oi Ju!!! Meu pequeno sempre foi de creche, desde quase 5 meses. É incrível o que a creche estimula, sem dúvida mais que em casa. Ele foi de uma montessoriana, em que toda atividade tnha um propósito e eu sabia todos. Era uma delícia. Hoje, ele está numa escolhinha comum, onde tem aulinhas de música, roda de historinha com a professora, dancinha... eu amo!!!! ele adora, é tudo brincadeira, eles aprendem, pintam, cantam, dançam, e chegam em casa cada dia falando coisas mais fofas. Não gosto dos exageros, mas as escolhinhas precisam estimular aprendizado. Você vai adorar ver sua princesa aprendendo e brincando e fazendo os amiguinhos. Lindo demais!!! bom primeiro ano de escolhinha pra Clara. Vocês vão adorar! Um beijão

Danny disse...

Oi Ju, concordo plenamente com vc, acho que hoje em dia tem sido tudo muito precoce para as crianças, elas entram beeem mais cedo na escola e já tem tantas liçôes, acho puxado.
Espero que no futuro essas crianças de hoje continuem gostando de estudar e sejam estimulados sempre.
Bjs!

Ságna Ribeiro disse...

gostei muito do seu post..
lá em casa a pequena aprendeu mesmo por osmose... agente não força nada, mas acho muito interessante a sua matéria.
um abraço!

Maura disse...

Oi!

Vim lhe convidar para participar dos SORTEIOS DE NATAL DO MEU BLOG:

Adesivo de parede com tema natalino Dcolado (SÓ ATÉ AMANHÃ – 04/12):
http://coisasdamaura.blogspot.com/2011/11/sorteio-de-natal-ii-concorra-um-adesivo.html
Vale compra de R$ 100,00 na Boniticos (SÓ ATÉ AMANHÃ – 04/12): http://coisasdamaura.blogspot.com/2011/11/novo-sorteio-concorra-um-vale-compras.html
Livro de assinaturas personalizado Aromática:
http://coisasdamaura.blogspot.com/2011/11/sorteio-de-natal-iii-concorra-um-livro.html
Balanço avião vermelho xalingo:
http://coisasdamaura.blogspot.com/2011/12/sorteio-de-natal-iv-concorra-um-balanco.html

Boa Sorte!

Um abraço,
Maura, mamãe da Sophia
coisasdamaura.blogspot.com
coisasdamaura@terra.com.br

Giovanna Cresceu!!! disse...

Ai, amiga, tenho muito a falar sobre isso e tô ensaiando há algum tempo um post sobre isso. Vejo algumas escolas exigindo que crianças de 3 anos escrevam seus nomes, números e já vi o quanto de estresse isso pode gerar. Na nossa época aprendíamos a escrever com 6 anos, né? Hj em dia a pressão é tão grande.
Bjs.