quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Escolas e Escolhas

Como toda mãe que se preze, pesquisei muito para achar uma escola boa para minha filha. Procuras e mais procuras, sempre com boca aberta em relação aos preços ( absurdos) das escolinhas de ensino infantil. Qué que isso heim? Quando era em torno de 400 era longe e não compensava o valor que eu gastaria para deixá-la e pegá-la; quando era perto de casa ou com uma carona certa, o valor era estridente, em torno de 600 reais e até 1000 ( um período!).
O preço vem depois da gente se apaixonaar pela escola, pela metodologia explicada nos papéis, a maioria apenas nos papéis, pois apesar de o método construtivista estar "na moda",pouquissimas escolas se preocupam com o ensino e aprendizagem siginificativos.

A escola mais no top daqui é uma de ensino tradicional, já descartada pra mim desde o início, pois não gosto dessa metodologia, onde o aluno é preparado para dar respostas iguais ou muito próximas das quais ouve em sala. Essa escola meus 3 irmãos estudam; o mais velho, no 8 ano, só tira notas baixíssimas e não consegue acompanhar. O professor falou pra minha madastra que "num tem essa de tirar ele daqui não, deixa ele repetir quantas vezes for necessário até ele aprender." Comássim Bial???? Ou seja, preocupação zero com os motivos das dificuldades dele, o aluno lá tem que ser o melhor e mais rápido. Meu irmão precisa de um acompanhamento pedagógico urgente, de um professor ou de um pedagogo que auxilie e busque saber quais as são as dificuldades e daí auxiliá-lo num melhoramente escolar. Como os professores simplesmente deixam os que tem mais dificuldades de lado??? Não seria papel de um educador fazer com que o aluno aprende e não decore seus ditados???
Nessa escola o livro é engolido no meio do ano e os professores se gabam. "Terminamos o livro em agosto!" E aí??? Houve 100% de aproveitamento da turma? Todos aprenderam?? O cúmulo foi eu ouvir que existe uma turma de 3ano no ensino médio que é para os "tops"ou seja, aluno que tira abaixo de 8 é convdado a se retirar. O que eles alegam é que esses que não tiram notas altas, não querem tirar notas altas. Mas não é isso; Se você tiver uma sala com 10 alunos que tiram 9 e 10 em tudo e conseguem passar no Enem, o conceito dessa escola sobe, mesmo que tenham sido 10 alunos, e aí vai competir com uma escola que tem 30 alunos com suas diferenças de notas e que nem todos atingem uma boa nota no Enem. Ou seja, conceito médio no Exame.

É muito complicado medir uma escola pelo seu resultado somente nesse aspecto. Um erro grave nos pais é colocar todos os filhos para estudarem na mesma escola, mesmo que 1 vá mal e os outros bem, o que tira notas ruins sempre vai ficar por baixo e se sentir inferiorizado porque os irmãos conseguem seguir a metodologia da escola. Quando na verdade, o aluno está com dificuldades no sistema escolar, talvez precise de um apoio pedagógico, talvez necessite de uma outra forma de ensino, como por exemplo meu irmão (acima citado). Ele estuda química e biologia comigo, tira notas boas. Porque ? Porque eu sei que ele não pega a leitura facilmente, ele não cosngue simplesmente ler e entender ou ouvir e entneder. Ele necessita de exemplos que façam  a teoria realizar a prática e aí sim, ele aprende de verdade e não esquece.

Portanto mamães, antes de achar que seus filhos não vão bem na escola, procure saber se eles seguem o raciocínio pedagógico oferecido, veja se eles não precisam de um refórço, observem qual a forma melhor de ensiná-lo, de ajudá-lo. Meu outro irmão estuda na mesma escola, mas só tira notas altas. Ele tem umafacilidade de entender incrível, só a aula é suficiente para que ele compreenda, mas a dificuldade dele está nas cópias. Sim, as tarefas de casa sao acumulativas e em tempo curto, ele tem que sempre copiar muia coisa, e é lento na escrita, desperdiçando seu tempo para pesquisas e leitura, outro erro absurdo numa escola. Pra que ele precisa copiar muitas coisas se ele já aprendeu? Não seria melhor aproveitar essas horas praticando, pesquisando, conhecendo novas coisas? Dia desses ele comentou com meu pai sobre um rio subterrâneo que existe por aqui e que seria maior que o Amazonas, ele não ficou satisfeito com a notícia e foi pesquisar e descobriu outras coisas, ele tem 10 anos. Isso é que deveria ser explorado nele.

Existem escolas boas, mediandas e ruins. Mas não é o preço nem a classificação no Enem que vai dizer qual escola é melhor pro seu filho e sim, qual a maneira e qual o caminho que ele consegue trilhar. E os pais são os primeiros educadores, pois devem estar atentos com o nível de aprendizagem de seu filho e suas conseguencias, sempre buscando junto com a escola uma forma de lidar com o desenvolvimento de suas habilidades.

17 comentários:

Miguel...Presente de Deus disse...

Amiga Miguel também já vai começar ano que vem na escola,mas fiquei de boca aberta com o preço que vc falou, minha nossa que absurdo é esse???Sabe quanto é por aqui? R$70,00 à R$150,00 e eu já achei cara.rsrs Mas nesse primeiro ano ele vai estudar na escola que minha mãe dá aula e ela vai ser a professora dele, não sei se vai ser a melhor escolha por ela ser avó,mas vou ver como ele se comporta.

Bjokas em vcs

Carla e Miguel

Adriane Souto disse...

Ai Jú, é tão amplo este assunto de definir escola, né!?!!
Eu peso o ponto do que chamo de "estímulo secundário" rs..... Tem uma escola do lado da minha casa que é bastante boa, mas....tem muito estímulo secundário que vai contra os valores que quero passar pras crianças. Coisas do tipo: "Que carro sua mãe veio te trazer hj?!" "Qual a marca do seu tênis, do seu celular, do seu perfume...." "Pra que pais vc vai nestas férias"....etc....
Estes aspectos, de valores, é o que também faz o cidadão. Pesa muito pra mim. As vezes não é a escola TOP, mas é a mais EQUILIBRADA, em todos aspectos. Esta, pra mim, é a melhor ;)
Beijos!!!!!!!
Passa lá no blog depois:
http://mulheresmaes.blogspot.com
Seguindo vc ;)

Danny disse...

Gostei muito do post.
Ontem fui fazer a matricula da Nathalia no 1° Ano, espero ter acertado na escolha da escola, depois vou postar sobre isso.
Bjs!

Mari Hart disse...

Ai Ju.... tenho tanto a dizer, tanto, tanto, tanto... que é melhor voltar com tempo barriguda!

Bejião grandão em vcs!

Ságna disse...

estou na mesma situação que vc... estou á procura de uma escola... na peregrinação.

Roberta Berrondo disse...

Ju, este lancede escola realmente é compliacado, por conta de escolhas e escolas erradas, sspeitavam que HL no auge dos seus 4 aninhos fosse Bipolar. Estressei rasguei todas as 'normas' e 'regras' e tirei eles da escola! Dei um ano sabático aos pequenos e incrivelmente ele se acalmou, nunca mas teve ma crise de raiva, e o melhor se APAIXONOU pelas LETRAS e está aos poucos se 'ato-alfabetizando', no seu ritmo, com sua curiosidade, nosso estimulo.
Já começo a me procupar com o proximo ano, estou muito propensa a tentar ma escola publica, mas certamente será uma que acima de tudo O RESPEITE como INDIVIDUO

Roberta Berrondo disse...

Ju, este lancede escola realmente é compliacado, por conta de escolhas e escolas erradas, sspeitavam que HL no auge dos seus 4 aninhos fosse Bipolar. Estressei rasguei todas as 'normas' e 'regras' e tirei eles da escola! Dei um ano sabático aos pequenos e incrivelmente ele se acalmou, nunca mas teve ma crise de raiva, e o melhor se APAIXONOU pelas LETRAS e está aos poucos se 'ato-alfabetizando', no seu ritmo, com sua curiosidade, nosso estimulo.
Já começo a me procupar com o proximo ano, estou muito propensa a tentar ma escola publica, mas certamente será uma que acima de tudo O RESPEITE como INDIVIDUO

Tatei e Nana disse...

Muito interessante este post. Passei este ano pesquisando escolas pro meu filho mais velho. É muito difícil encontrar uma que combine o que a gente pode pagar com o tipo de educação que a gente deseja... Difícil, bem difícil essa escolha.
Bjs

Juliana disse...

Ai Ju, aqui também sofri muito pra encontrar uma escolinha pra Bebel. Sempre tinha algo que não estava como eu queria. Tive que me conformar que escolinha perfeita não existe e procurar dentro da realidade. Coloquei em uma que gostei muito. No primeiro ano foi tudo ótimo. Mas no segundo estavam puxando demais, aterrorizando as crianças pra aprender. Tinham que a´render a ler antes do 1 ano. E me pergunto pra que, meu Deus! Pura vaidade!
Enfim, tirei Bebel dessa escola no meio do ano. E depois de muito rodar, encontrei outra que gostei. É perto do trabalho do Papai e é muito boa mesmo! Tem defeitos, como todas em que fui. Mas tem mais qualidades que defeitos!! Bebel está adorando!!
Fiquei impressionada com os preços daí! A mais cara daqui, um período, é 650,00. A de Bebel é 365,00.
E tem duas bilíngues, dois períodos que são as mais caras, mas de 1000,00. Mas são bilíngues e dois períodos!
Boa sorte na sua busca!
Bjos!
Juliana Almeida
www.blogdabebel.com.br

Giovanna Cresceu!!! disse...

Amiga, outro texto perfeito. Concordo e assino embaixo. Acho que escola ideal não existe, mas como pais temos que reclamar, ponderar, sugerir...sempre procurar o melhor pro nosso filho.
Bjs.

Mari Hart disse...

Ju, voltei, rs, nem com tanto tempo mas...

Olha, a escola do Pedro custa 900 contos por mês, esse valor aí que vc se espantou e isso p/meio período de 13 as 17:15!!!!!! Estou mega insatisfeita com o ensino, eles vão alfabetizar ano que vem aos 5 anos, e esse é um ds motivos de eu tirá-lo de lá. Aos 4 anos tem dever de casa todo dia, cobrança p/ escrever e acho que criança tem que aprender brincando!!!

Enquanto isso a escola da Stella é federal, não pago NADA e não tenho nenhuma "vírgula" pra reclamar! E ela ama! Enfim, é tão complexo! A escola ideal, a perfeita nunca vai existir, fato. Então o que devemos, é procurar um meio termo, uma balança e comunicação entre escola X casa trabalhando juntos na mesma linha de pensamento. E para isso indico o livro "Depende de você" da Andrea Ramal que fala sobre isso, muito bom!

Super beijos lindona!

Irina Nina disse...

Puxa vida, é verdade! Clarinha vai pra escola...

Aqui em casa João já vai pra creche desde os 9 meses.
Tive que deixar, vc sabe, sou solteira e precisei trabalhar, etc.

Coloquei numa escolinha que era próxima de casa e que eu pudesse pagar, que eu considerei segura pra um bebê engatinhante.
Lá eles tem um berçario maravilhoso, tudo separadinho, cada bebê tem sua caixa plástica com tampa pra separar o que e de um e o que é de outro.
Mas acabou saindo a vaga dele na creche municipal... fiquei preocupada, pq afinal é muito difícil conseguir vaga na rede pública e as creches são muito boas (minha irmã trabalhou como nutricionista nessas creches, conhece bem).
Poxa, fui lá, analisei... descobri com uma vizinha, que trabalhava nesta mesma creche, que a Profa. do João é a melhor da creche, muitos anos de experiência, uma pedagoga fantástica!
Acredita que desde pequenininho eles "estuda" o mundo?
Eles fazem estimulação sempre, tudo com muita brincadeira.
Outro dia ele aprendeu o que é áspero e o que é macio tocando algodão e bombril. Daí, semana passada, brincou com água quente e fria, pra saber o que é um e o que é outro.

Não preciso nem dizer que não só ele, mas eu tb amo a creche dele, né?

Dia dos Professores eu mandei presentinho pra "Tia" Odete. Ela realmente é uma fofa, muito querida e sabe estimular meu pequeno enquanto estou no trabalho.

Se eu queria estar com ele neste tempo? Sem dúvida.
Mas na falta da mamãe aqui, ele está muito bem assistido.
E o melhor: sendo respeitado nas diferenças dele

Ai, o comment ficou enorme (como sempre!).

Só mais uma coisa: fantástico seu irmãozinho ter ido pesquisar além do rio subterraneo, hein?
Ele é um curiosozinho lindo! ^^

Beijo, buchudinha!

Adriana disse...

Pois é Ju! escola ideal é uma ideologia nossa!! A escola da Giulia é tradicional, mas não tenho do que reclamar, tem seus defeitos sim, mas vejo alunos vindo das melhores escolas de Porto Alegre e se alegrando do que uma escola simples de uma região pobre de Porto Alegre tem a oferecer além do status na sociedade. Aqui o período custa em torno de R$280,00, baratíssimo diante de outras realidades. vai da educação infantil até o ensino superior, apesar do tradicional Giulia aprende brincando, não tem cartilhas, dever de casa, cobranças...gosto bastante. Espero que vc encontre uma boa escola para a Clarinha e pense que a primeira impressão nem sempre condiz com a realidade a gente só acerta se tentar!!

bjs em vc, na clara e na barriga!!

:)

Carolina Rodrigues disse...

Eh ju estou vivendo isso agora a procura de uma escolha para as meninas e nao sei o que faco com valores ecomo vc falo as mais apaixonantes sao as mais caras ou mais longe.
Afff pega dificio mais tenhamos fe vai dar td certo..beijinhos

taisbertoncello disse...

Oi Renata, tudo bem?
Trabalho na agência Casa e estou atualizando o malling para envio de kit, que alguns clientes disponibilizam.
Pode confirmar alguns dados?

Blog
Nome
Telefone
Endereço
Nome e idade dos filhos


Beijos e obrigada.
Meu email é tais.bertoncello@casa.ag

Kelly - Retrato de Mulher disse...

Oi Ju... Essa hora é mesmo um grande dilema. Ano passado eu passei por isso quando troquei o Matheus de escola. Eu tbm estava entre uma escola tradicional e uma com ensino mais moderno, e assim como vc, imediatamente descartei a escola com ensino tradicional, MASSS pra pagar a minha lingua aconteceu o contrario, o Matheus nao se adaptou a escola com ensino "Moderno" e eu o matriculei na tradicional eeeeee Bingo, a escola é OTIMA, totalmente diferente do que eu imaginava, é rigida sim, mas é humana, e o Matheus ADORAAAAA, enfim, eu estou bastante satisfeita com a escolha.
Espero que vc tbm consiga encontrar uma boa escola pra Clarinha, é uma andança cansativa, mas vale muito a penal.
Boa Sorte !

Bjusssss

Motivo Para Sorrir disse...

Fico feliz que encontrou uma escola assim,fiquei aqui até imaginando ela... e melhor ainda que vocês têm condições de pagar, tudo pros pequenos! A minha fica na pública mesmo rsrsrs, mas quem sabe um dia chegamos lá? rsrsrs.

Bijos