terça-feira, 5 de abril de 2011

Mãe Perfeita ? Ã?

Não é só por que o blog é meu, que eu vou ter o direito de ferir quem quer que seja. Isso não é liberdade de expressão, é passar dos limites do bom senso e do respeito.

Quando vamos criticar, dar opiniões ou fazer julgamentos, temos que ser coerentes com as palavras pois cada caso é um caso.

Se você critica uma mãe que passa o dia inteiro em casa pra cuidar do filho, abdicou da vida e do trabalho para cuidar de casa e da família, você está desrespeitando a liberdade de escolha dessa mãe. Ela provavelmente AMA cuidar da família e deixará a carreira pra depois.
Se você critica uma mãe por ela deixar o filho na creche ou com babá para trabalhar, também estará desrespeitando o direito dela.

Cada mãe é uma só e tem sua vida, seus motivos e ponto final. Se a mulher depois que tem filho, não traballha e resolve contratar uma babá pra ajudar em casa com o filho, é dever do RESTO não se incomodar com isso e respeitar. Você nunca saberá o motivo dela ter contratado. As vezes a mãe não foi preparada pra ser mãe e a maternidade trouxe depressão e tristeza e assim ela procurou ajuda para casa.

Porque criticar tanto as mães se nós somos uma e sabemos como é difícil lidar com criticas nada construtivas???? Por que se interessar tanto na vida alheia???? Porque julgar  "péssima" uma mãe por ela ter tido medo de um parto normal ou ter sofrido as dores da amamentação?????? Nós temos que nos apoiar e ter a certeza de que não existe mãe perfeita!!!!!!! Não!! Você não é melhor mãe do que nenhuma do mundo! Nós somos a melhor mãe para os nossos filhos, aí sim. Mas daí julgar a outra pelo que você vive e acha que é o correto, é passar do limite.

Todas as mães, as que trabalham em casa não, as que passam o dia fora de casa ou não, as que deixam o filho com família e saem com marido (coisa perfeitamente normal) ou não, as que dormem na cama com o filho ou não, as que amamentaram ou tiveram parto normal ou não, mas que amam e respeitam seus filhos, todas, merecem respeito digno. Não tô falando daquelas cadelas que jogam filhos depois de parir, tô falando de mãe ok? E todas devem ser iguais, todas são perfeitas em seu mundo.

Combinado?

Xêro na venta!

E vou soltar o verbo que nem o capitão de "Tropa de Elite": Cada Cachorro Lambe a sua Caceta! =D

21 comentários:

Devaneios de Mulher disse...

Ai miga, to intalada com isso tb desde ontem!
Tava mo bafafá lá o twi por conta disso.
Respeito é bom e todos gostam né?!

Bjo

Tati Furtado

Adriana disse...

Nem tem o que dizer né?
Mas sempre acho que esse tipo de comentário vem de quem nunca foi mãe. Ao menos não uma mãe com M maiúsculo, assim como eu e você!!

:p

bj

Dri

Giovanna Cresceu!!! disse...

Tô aplaudindo de pé =)
Adorei esse texto e o anterior. Sempre recebo uns olhares "atravesssados" qdo digo que não trabalho fora. Isso me incomoda pq só eu sei o quanto eu ralo em casa e cuidando da Gi. Mas gostei da sua tática e tb vou começar a falar o quanto é maravilhoso poder acompanhar essa fase tão importante da minha filha.
Mas tb admiro mesmo quem trabalha fora e depois ainda dá conta da casa e dos filhos.

Bjão.

Kira! disse...

Não sei qual blog vc usa mais, ve com frequencia, mas eu deixei um comentário lá no outro, sobre o @maedemerda ta?

Beijos

Kelly - Retrato de Mulher disse...

Vixe !!! Será que eu perdi alguma coisa ???? rsrsrs
Mas se vc falou eu assino embaixo ! rsrsr

Ju... Mudei meu bloguinho de endereço... Anota ai :
http://retratodemae.blogspot.com/

Nao esquece da gente tá !

beijuuuussss

Micheli disse...

Muito, Bom, Ju!
Comentários maldosos tem não importa o quanto a mãe se esforce. Não importa quais sejam as suas escolhas. Até quando não tem o que falar as pessoas acham que podem. Apenas porque pensam diferente.
Essas pessoas são maldosas, não tem o que fazer e, sobretudo, não tem DEUS no coração e em suas vidas. E é por gente assim que o mundo está como está...
Beijos!

Re disse...

Nossa, amei..serei mae muito em breve, e vira e mexe ja escuto comentarios sobre meu papel de mae (oi, ainda falta um mes para a minha filha nascer)..tipo, se escolho esse e nao aquele pediatra, que eu devia ter isso ou aquilo, que eh um absurdo eu permitir que minha cachorra entre no quarto do bebe, que isso que aquilo...e digo, nao sei como serei mae, mas esses comentarios em nada me ajudam a nao ser me deixar mais insegura num momento em que ja estou!

Geovanna disse...

Meninaaaaaaaa..to aqui de boca aberta pra ti....
Assino em baixo viu...
Cada uma de nós sabe onde seu "calo" aperta... e cada uma lida com a maternidade de um jeito... e todas tentando ser o melhor possível...
Quem nao tem o que fazer e se acha a "super ultra mega mãe" se vc for ver mesmo, na pratica, acaba sendo uma mãe horrivel e por isso perde seu tempo criticando as que tentam e de sua forma, conseguem ser uma mae melhor...
Bjos!

Valquíria disse...

Perfeito só Jesus Cristo e mesmo assim não agradou à todos, pois sempre existiram os invejosos de plantão para criticar e achar cabelo em ovo, afe povinho que não tem o que fazer!
beijinhos,
Val e Gui

Mari Hart disse...

Pq falta tolerância, e entendimento. Pq em vez de julgar, não tentar olhar com os olhos do outro buscando o crescimento e harmonizando. É mais fácil apontar do que olhar p/si!

Muito bom Ju! Sexta tô dentro da blogagem coletiva! Bjão!

Deni Brito disse...

Disse tuuuuuuuuuudo, JU!

Ei, valeu, viu?
Amo vc, amiga!
Não sabe o qnt quria de conhecer pessoalmente ;~

Jannna disse...

Concordo em gênero, número e grau!
É engraçado que no meu caso, qdo eu não trabalhava fora ficava todo mundo incomodando, tentando "arrumar" emprego pra mim e hj que comecei a trabalhar, coloquei o filhote na escola integral, essas mesmas pessoas vem me perguntar se compensa... vai entender, né? O importante é sermos as mães que somos... como sempre disse: "Eu sou a mãe que meu filho pode ter, eu sou a melhor mãe para O MEU FILHO! Quer criticar? Faz um um filho e cuida do jeito que vc acha que é perfeito."
Agora que estou on line prometo voltar aqui sempre JU! bjos, Janna

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Ju, também compartilho dessa opinião assim como vc.

Odeio o desrespeito. Eu tenho uma linha de pensamento e vc tem outra, por exemplo. Eu TENHO que respeitá-la, concordando ou não.

Eu fiz de tudo para conseguir ter meu parto normal, fui atá abandonada com 39 semanas pelo GO pq ele no final disse que não ia ficar a minha disposição, e eu fiquei transtornada de raiva e saí do consultório dele dizendo que ele não ia ganhar dinheiro fácil as minhas custas e que meu filho ia "sair" quando ele quisesse e a minha última opção foi ir para um hospital público, pq ele nasceu no dia seguinte!!!! Várias amigas gravidinhas criticaram a minha ação, que eu deveria ter feito o que o médico quisesse. Tudo bem, eu respeito a opinião de cada uma, mas eu não queria passar por uma cesária desnecessária. 80% das minhas amigas não querem sentir dor nenhuma de parto, ok! É direito delas optarem pelo parto que querem, mas eu não tive essa opção. E eu não sou mais mãe do que ninguém por isso. Eu optei por amamentar em livre demanda e não trabalhar para ficar com meu filho. Mas nem por isso sou melhor mãe do mundo, sou sim a melhor mãe do meu GUI!!! Assim como vc é a melhor mãe para a Clarinha!!!

Com certeza, temos que nos unir contra esses comentários que não estão para ajudar e sim para denegrir.

Estou com vc!!!

bjão, Beca e Gui

www.mulherquepariu.blogspot.com

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Pois é, aqui me criticam pelo parto normal, pela livre demanda, por eu não dar biscoito antes de 1 ano e só dar fruta...

Vai entender? hahahaha

Sílvia Renata disse...

Oi Ju...
Assino embaixo tbm... poxa cada uma é cada uma caramba...
Certinha...
Bjs

Ale disse...

Conheci seu blog através do facebook. Concordo com tudo que vc escreveu. Sempre sofri com alguns comentarios maldosos, pelo fato de eu ter deixado de trabalhar para ficar em casa com minha filha.Não me arrenpendo, hj elá está com seis anos, acompanhei todas as suas fases e continuo acompanhando. O pior e que esses tipos de comentaríos vem de pessoas proxímas que não tem filhos e se acham as todas poderosas com suas teorias ridiculas.
Parabéns pelo texto!!

Alessandra Torriani/SP

Danny disse...

Concordo em número, gênero e grau, tem muita gente que se acha a mãe perfeita e fica criticando, acho uma bobeira, cada mãe tem seu jeito e todas são boas para seus filhos, tenho certeza se perguntar para nossos filhos quem é a melhor mãe do mundo eles vão responder: A minha!!!
Bjs!

Juliana disse...

Bravo, Ju!!
Bravo!!!
Bjos!
Juliana Almeida
www.blogdabebel.com.br

Mãe Mochileira, Filho Malinha.. disse...

Oiii..nossa,eu sempre pego o "bonde andando",então to por fora desse babado que deve ter rolado por ai..mas concordo com td que vc escreveu...nos não somos iguais.cad aum tem o direito de escolher o que vai fazer da vida, e a rotina que melhor se adapta a sua familia..Ninguem é melhor que ngm...
Ja ouvi tanta coisa que já estou "calejada",rsrs...
Cada mãe faz aquilo que é o melhor para a familia dela,ora essa!!
beijos,otima semana!!!
:-D

MÁRCIA NAOMI disse...

Olá, conheci seu blog hoje. Concordo com tudo q vc disse, pois eu tbem abri mão da carreira para cuidar dos meus filhos e hoje os acompanho na escola e atividades extras. Ouvi muitas críticas, olhar de reprovação de gente q nem conhecia direito e muitas mulheres jogam ainda na minha cara q elas "trabalham"! Como quem diz: eu sou boa, sou melhor que você. Aguento tudo calada e quietinha, estudo para concursos. Meus filhos são calmos e carinhosos, e se falo em voltar a trabalhar me dão total apoio. Foi bom ler seu texto.
Beijos. Márcia

Taty disse...

Arrazou Ju adorei o texto falou tudo!!!!
beijinhossssssss