segunda-feira, 11 de abril de 2011

Dias Chatos..

Hoje é um dia daqueles meio azedo, meio sem graça sabe?

É um daqueles dias que você quer desligar o telefone da tomada, deitar e não pensar em nada, ficar imóvel o dia todo na cama..pra completar, tá chovendo e isso deixa o dia aqui mais preto e branco ainda.

Dia melancólico e desanimador.

Essa cidade não me ajuda de forma alguma a levantar meu humor. O clima, o trânsito, as pessoas, os xingamentos, a falta de respeito, a má educação, os preços de tudo etc e etc...

A moça que veio passar roupa semana passada me falou que estava no ônibus e um senhor espirrou sem colocar a mão na boca. Aí uma mulher gritou bem alto: "Eca!!! Só pode ser NORDESTINO !" Errou, era um descendente indígena.

Me deu um ódio tão grande, uma raiva, uma vontade de esganar essa mulher por tanto preconceito. E isso é normal aqui, infelizmente. São quase 5 anos aqui e já ouvi absurdos a respeito dos nordestinos e fico mais repulsa ainda da cidade. Meu marido já sofreu perseguição no trabalho por que veio do nordeste, ele não é nordestino, mas o fato de ter vindo de lá já foi o suficiente pra isso. Ele se destaca, tem personalidade e muito caráter, é justo e adora trabalhar e é altamente competente no que faz, deve ser  por isso.
O mais ridículo disso tudo, é que no tempo em que Manaus foi construída, muitos e muitos nordestinos ergueram essa cidade, ou seja, todo mundo aqui tem um pouco de sangue nordestino.
Porque isso com o povo do nordeste heim???? É um povo trabalhador, respeitador, alegre, com muita boa vontade no que faz, forte, corajoso e que ama trabalhar. Que coisa...me irrita mesmo!

Quando cheguei aqui, eu achei a cidade linda, adorei! Falava pra todo mundo "adoro Manaus!" e não entendia como as pessoas não poderiam gostar... Mas não demorou muito para eu escutar motivos os quais me levaram a não gostar mais.

E aí isso contribuiu para o dia ficar assim pra mim; a distância da minha família, dos meus amigos, das praias, dos dias alegres, das pessoas simpáticas nas ruas...da alegria.

Aqui em casa é o nosso mundo; maridão, eu e Clara; um faz o outro feliz e isso é tudo na vida, é o que faz valer a pena. Sem contar da minha amigona pra todas as horas, né Lu???

Eu repudio toda a forma de preconceito que possa existir. Por isso o mundo não muda; o respeito é pra ser dado horizontalmente; é de você pras pessoas a sua volta.

Uff...Depois passa!

9 comentários:

Valquíria disse...

Ju, eu te compreendo deve ser mesmo angustiante morar em lugar que não se gosta e ainda mais longe da nossa família e pessoas queridas.Ainda bem que vc tem o amor e o carinho incondicional do maridão e da filha!beijos
Val e Gui

Juliana disse...

Ju, eu como Nordestina e Paraibana, também me revolto com esse tipo de preconceito! O pior são os estereótipos. Parece que aqui todo mundo mora no sertão, todo mundo adora buchada de bode, todo mundo ande fantasiado de vaqueiro, entende? É a ignorância!
Mas, eu odeio qualquer forma de preconceito. Hoje mesmo escrevi no meu blog sobre preconceito religioso. Bebel foi vítima de preconceito religioso na escolinha, acredita? Um coleguinha jogou a santinha dela no chão e quis chutar. São essas coisas que me revoltam A falta de respeito das pessoas!
Fico triste demais quando vejo alguém agindo com preconceito. Todo preconceito é burro e sujo!
Bjos!
Juliana Almeida
www.blogdabebel.com.br

Janna disse...

Ju, sei o que você passa... sei como vc se sente... não sou nordestina, não moro em manaus... mas estou há quilometros de distancia da minha familia e moro numa cidade fria, onde as pessoas mal se olham, mal se falam e todo mundo acha que tem orei na barriga: Brasília...
Já amei morar, mas hoje, tambem 5 anos depois, não gosto mais... não tenho nenhuma amizade aqui... cheguei a pensar que o problema era comigo, mas fui perceber que aqui existem tribos e você não entra nos grupinhos já formados... e quem não é daqui já está tão acostumado com jeito das pessoas que acabam se isolando... triste!!!
Mas ainda bem que existe esse mundo aqui, virtual, onde, apesar dos preconceitos, existem pessoas com quem podemos contar e nos identificar...
bjus...

Micheli disse...

Ju!
Sei o quanto é difícil estar longe das pessoas queridas.
Além de tudo moro em uma cidade pequena, que não tem quase nada de lazer para distraimos a cabeça vez ou outra. Sim, tem algumas vantagens que em cidade grande. E prefiro o calor para a pequena que o frio de onde viemos.
Mas tem dias que bate o desânimo mesmo. Morro de dó da pequena morrendo de saudades e pedindo pelos avós, tios, primos... É de partir o coração. Além da saudades das minhas amigas irmãs...
Mas a gente tem de seguir em frente. Se animar, colocar um sorriso nos lábios ao olhar para as nossa filhas sapecas e saudáveis, agradecer o amor de nossos maridos e a família que temos. Isso é um bem mais precioso que tudo!
Às vezes criamos a ilusão que perto dos parentes seria diferente, mas por vezes quando lá estamos nos frustramos com pessoas que não nos dão valor, não é mesmo? Temos histórias parecidas e você entende o que eu digo.
Então agradeça a Deus por tudo o que tem e se anime, amiga!
Um beijo e um grande abraço!

Adriana disse...

Ju, esse (pré)conceito existe em todos os lugares, gaúcho tem fama de ser "veado" e por mais que isso pareça uma brincadeira tem gente que leva muito a sério e ataca com discriminação. Eu moro em uma cidade que tem fama (infundada) de ser a mais violenta do RS, então, da divisa pra fora todo mundo vê quem mora em Alvorada como marginal e olha que a realidade é bem diferente.

Infelizmente vivemos em um país muito preconceituoso. temos que saber lidar com isso e ensinar sempre os nossos filhos a não repetir esses atos tão infelizes.

bj

Micheli disse...

Nem me fale em saudades! Eu também estou com muitas saudades da minha avó e a Clarinha da dela...
A minha família nunca vem pra cá, só esperam que a gente vá! aff!
Beijos.

Ivana - coisademae disse...

Revoltante Ju!!! Pois sou Nordestina com muito orgulho! Tenho pena dessas pessoas que não sabem conviver com as diferenças. Mesmo.

Bjos!

Fabiana disse...

Menina,
que horror!
vc viu na epoca da eleição?!quando Dilma ganhou o preconceito contra os nordestinos ficou claro.
mandaram ate afogar, pode!?
um abuso!
é pq eles não sabem que o nrodeste é o melhor1

Miguel...Presente de Deus disse...

Oh Jú fica assim não...tem pessoas de coração ruim que sentem prazer em ofender e magoar alguém. Felizes somos nós de coração puro,que temos o amor de amigos e familia mesmo a distancia. Eu as vezes tenho medo do meu filho crescer nesse mundo cheio de violencia e maldades,só Deus mesmo pra cuidar de nós e de nossas familias.

Bjoca em vc e na Clarinha

carla e Miguel