domingo, 5 de setembro de 2010

"Não é Apenas Um Filme.."

"Quem não se sentir a vontade pra ler ou comentar, não leia nem comente; é uma opinião minha; é  pessoal. Sem emails me chamando de louca ok?"

Ao término do filme, me peguei sem reação diante a tela do cinema... Uma mistura de saudades com alegria... O filme na visão do espírita não tem intenção alguma de bater recordes de bilheteria, de ser o primeiro a isso ou aquilo, de ser uma super produção e blá blá blá. A intenção é exatamente transmitir a sensação de recomeços, de justiça, de paz e renovação. Eu espero, muito mesmo, que venham outros filmes baseados nas obras do queridíssimo Chico.
Foi paz do início ao fim... Aprendizados, lições de moral diretas e calmamente ditas.
Claro que como todo filme que é baseado em livros, se perdem mil detalhes que dariam um outro filme do mesmo livro, mas as lições eles souberam transmitir e muito bem.

Emmanuel, o mentor de Chico é interpretado muito bem pelo ator Werner Schünemann; e quem escreve sobre o "Nosso Lar"que é o espírito de André Luiz, é interpretado por Renato Prieto . Excelentes cenas e 3 pra mim, se destacaram pela emoção transmitida; que foram o reecontro dele com a mãe; o resgate dele do Umbral e os milhões de espíritos chegando no Nosso Lar devido à Guerra Mundial.

Parabéns é pouco pra equipe! Sem dúvidas o "pessoal lá", está muito, muito satisfeito com o resultado!!!

Vale a pena assistir sim, os espíritas ficarão muito, mas muito felizes com as mensagens transmitidas e aos que nao são, seria interessantíssimo explorar um pouco esse universo tão gigante, onde habitaremos eternamente! São muitas informações...é até difícil explicar..sei lá! mas eu indico pra todo mundo e de todas as idades!

Um beijo carinhoso...
Ainda estou com uma imensa paz...!

12 comentários:

Marina* disse...

Voce conto todo filme (brincadeira flor...rsrs.)
Estou loca pra ver, mesmo não sento espírita, adoro !
Bjoos ;)

Vanessa e Enzo disse...

Já to escalando alguém pra ficar com o Enzo pra que eu possa assistir!

Ale Ribeiro disse...

Ahh quero mtooo assistir!!!
BJO

Carol Garcia disse...

fiquei morrendo de vontade de assistir.
bjo

selma pereira disse...

Oi Jú...Nossa deve ser muito legal mesmo este filme hein... vou vet se assisto.

Adorei as fotos da Clara bebêzinha do post anterior, ficou perfeita na música.

Bjs.
Selma

Marcella Amaral disse...

Oi Jú!!! Dessa vez eu vou carregar André para ir comigo, rsrsrs! Brincadeirinha, ele tmb está louco para assistir! Bjus.

Paty Fortunato disse...

Amiga,

Não vi o filme, mai agora quero mtooooo ver.

Bom feriado, Beijocas!

Miguel...Presente de Deus disse...

Amiga eu ainda não vi o filme por falta de tempo,mas estou querendo muito ver.Nossa amiga já faz tempo que não vou a um cinema.rs

beijão

Carla e Miguel

Geovana disse...

oi querida nossa adorei a descrição do teu post sobre o filme, tenho muita vontade ver e me interesso muito pela religião espirita, quero ver se vou no cinema olhar...abraços!

Priscila Sant'Anna: disse...

Oi Jú!

Ainda não li teu post, mas vim aqui pra comentar teu comment lá no meu, hehehehe!

Amiga, claro que tudo tem os dois lados, mas aqui a coisa é meio que gritante sabe?
Sempre tem criança morrendo dentro de uma bacia...amanhece e aí que a mãe se dá por conta.

Por isso falei do inconsciente coletivo. Lembra da época da Isabella Nardoni, quantas notícias seguiram-se sobre crianças "caíndo" das janelas dos edifícios?

Fatalidades podem acontecer com qualquer um, claro, mas pra mim soa tão absurdo ouvir que alguém esqueceu do filho, ou não ouviu um bebê cair na bacia do meio da noite, que é inevitável perguntar: onde estava a mãe? ou como essa mãe estava? Claro que o buraco é mais embaixo, se a gente entrar no mérito gera um debate dos bons né?

Bjs,
Pri e Bia

Camila Marinho disse...

Ju, que incrível. Acabei de chegar do cinema, de "Nosso Lar", e me deparo com seu post. Assino embaixo tudo o que disse. Filme PER-FEI-TO! Que gera reflexão, que traz mensagem de paz, que nos faz olhar pra dentro de nós mesmos e pensarmos em cada atitude nossa. No quão egoístas e egocêntricos muitas vezes somos. Incrível o filme!! Chorei muito na cena do reencontro com a mãe, na cena dele com a família e na cena em que ele vê a mensagem de uma paciente orando por ele. Bjocas!

Presente Bonito disse...

Olá, parabéns pelo blog.

Dê uma espiadinha no www.presentebonito.com.br.

Temos diversos CD's de música clássica para bebês!!!