quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Importante!! Lei do Uso das Cadeirinhas e "Boosters" em Automóveis

Segundo o Ministério da Saúde, seis mil crianças morrem e 140 mil ficam feridas anualmente em decorrência de acidentes de trânsito.

Começa hoje a entrar em vigor a lei que obriga a utilização do uso das cadeirinhas e assentos de elevação (boosters) para crianças de até 7 anos e meio, no banco de trás nos automóveis. Os motoristas que não respeitarem, poderão ser multados em R$ 191,54(pra mim é pouco), além de ter o carro apreendido e 7 pontos na carteira de habilitação, já que a infração é considerada gravíssima.

Apesar de que no Rio de Janeiro, os motoristas terão mais uma semana para adequar-se à lei...Porque? Não entendi, mas tudo bem.

Apesar de eu não ser muito a favor das leis brasileiras, pois elas impõe obrigações sem antes educar, essa eu assino embaixo. Ao mesmo tempo, fico me perguntando porque um pai ou uma mãe se recusaria a comprar uma cadeira que só tende a proteger a criança; seu bem mais precioso, de um possível acidente.
-Sem dinheiro? Tudo bem, então vai economizando até conseguir o total da compra, enquanto isso, alguém vai atrás segurando seu filho.
-O recém-nascido deve sair da maternidade com o bebê conforto devidamente posto no banco de trás, de costas para o banco da frente, não pode levá-lo no colo; o corpo do aduto esmagaria o bebê num acidente.
-Moto??? É inadmissível alguém usar moto para transportar crianças abaixo de 7 anos; a penalidade é máxima: infração gravíssima. E se não tiver jeito, pelo menos o capacete apropriado, mesmo assim, não pode.
-Se for transportar crianças de outras familias, providencie alguém para levá-la ao colo, no mínimo.
-E tem uma dúvida que tirei na aula de direção: Se tiverem 4 crianças para serem transportadas num carro, como fica?? A MAIS ALTA vai na frente. É meio esquisito, mas tá dentro da lei.
-Se for um carro SEM BANCO TRASEIRO, a criança deverá usar o dispositivo de segurança no banco da frente de acordo com sua idade.

Acho que já comentei aqui, não lembro... Mas no início do ano, precisei ir ao Detran para dar entrada nos meus documentos para conseguir a carteira de motorista. Deixei Clara 2 horas na casa do meu pai, foram as 2 horas mais lentas da minha vida!!! Marido tava trabalhando e eu não podia levá-la comigo, já que eu iria fazer todos aqueles testes etc.
Clara  tinha 1 ano e 7 meses.
A mulher do meu pai precisou sair de carro, uma Hillux, e simplesmente levou minha Clara. Tinha gente pra ficar com ela em casa ou poderiam ter pelo menos seurado minha pequena atrás, mas ouqe houve??
Ela foi no banco da frente, de cinto. Vocês tem idéia de como eu fiquei quando soube disso????????? Meu sangue subiu, ferveu, borbulhou... Eu tenho taaaaaaaaaaaaanto zelo pela minha Clara, se pego carona com alguém, vou com ela atrás, quando ela está no nosso carro, verifico mil vezes se ela está segura, se o cinto está preso... pra chegar alguém e colocar em risco a vida da minha filha. Fiquei chateada, muito mesmo. Minha pitoquinha meio molenga ainda, no banco da frente de uma camionete. Nunca mais ela ficou sozinha lá.

O trânsito é louco, imprevisível. Você pode dirigir bem, mas vem de repente um bêbado ou alguém louco numa velocidade alta e já era! Só quem morre ou se ferra são os inocentes.
Aqui em Manaus é um desrespeito total no transito, principal,mente com crianças no carro. É difícil ver crianças nas cadeirinhas, juro por Deus. É fácil ver muitas no banco da frente, colada com o vidro...eu vejo e fico sentindo gosto de sangue. Ou então numa moto o pai, a mãe e mais dois filhos pequenos e as vezes um bebe de braço, tudo amassadinho. Num acidente, os primeiros a serem esmagados são os pequenos. Sim, é pra chocar mesmo.

Vejo muitos pais comprarem rodas, sons caros pros carros, enfeitam com luzes ridícularmente azuis, compram DVD e acham a cadeirinha cara e de pouco proveito. Já ouvi isso.
Se você não tem a cadeirinha ou o assento para crianças maiores, providencie, nenhum, nenhum valor paga a segurança do seu filho!

Abaixo, os modelos para cada idade :
• Crianças de 0 a 1 ano têm que usar bebê-conforto ou poltrona reversível voltados para a traseira do veículo.
• Crianças de 1 a 4 anos têm de usar cadeirinha.
• Crianças de 4 a 7 anos e meio têm de usar assento de elevação, ou "booster", com o cinto de segurança de três pontos do carro.
• Crianças de 7 anos e meio a 10 anos devem viajar no banco traseiro com o cinto de segurança do veículo
 
 
Fui!!!!!!!!!!!!!!
***************Daqui a pouco o sorteio!!!!!!!!!!********************

11 comentários:

Carol Garcia disse...

ju,
essa lei da cadeirinha...
concordo sim. já que geral demosntrou que a segurança do filho não vale os reais gastos com os dispositivos de segurança.
que seja pelo bolso então...
mas a coisa tá mal explicada, sem pé nem cabeça e tem milhão de dpuvidas a serem eclarecidas.

bjocas

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Ju!

Só mesmo uma lei para que a maioria dos responsáveis dêem segurança as crianças.
Ta massa o post.
Xeros

Valquíria disse...

Ju, por aqui o meu bebê já saiu da maternidade no bebê conforto, sempre me preocupei com a segurança da minha jóia rara, sempre!beijos e obrigada por alertar!!!
Val e Gui

Obs: Que bom que gostaram da lembrançinha, Gui chama a foto da Clara de "Cainha" hehehehehe

Miguel...Presente de Deus disse...

Ju eu também acho a multa pouca coisa para tamanha irresponsabilidade.Meu filho mesmo na cadeirinha eu já fico cheia de preocupação.Outro dia eu vi uma mulher no banco do carona com um bebê de uns 6 meses e uma outra de uns 3 anos no banco com ela, e ainda ficou rindo da cara de espanto de algumas pessoas, me deu vontade de arrancar ela daquele carro e esbofetear a cara dela.aff...desculpe o desabafo amiga.rs mais essas coisas me deixam louca.rs

Beijocas em vcs.

Carla e Miguel

Adriana disse...

Oi Ju! Concordo com vc. Uma vez meu marido chegou com a Giulia no banco da frente porque ela estava chorando que não queria ir na cadeirinha. Foi um percurso bem pequeno, mas quando chegaram em casa e eu ví aquela cena queria comer os rins do meu marido...pior que a Giulia era pura alegria! hehehe. Juju tb está sempre na cadeirinha ou no meu colo, atrás. Sozinha, solta no banco jamais. Conheci uma história muito triste, faz uns 12 anos eu acho uma amiga da minha mãe perdeu o filhinho de 2 aninhos assim, eles foram "só" buscar a irmã na escola, então o bebe foi na frente com a mãe, sem cinto sem nada......o carro capotou e o pequeno voou pra fora do carro, morreu na hora. A mãe do menino ficou louca, até hoje ela tem problemas psiquiatricos por causa disso, muito triste.


bjs- espero o sorteio!!!!

Dê Freitas disse...

Ju,

Concordo com a Lei, aliás, para mim ela já existia faz tempo. Prezo e zelo pela segurança da minha filha acima de tudo.

Mas preciso te confessar uma coisa. Estou quase enlouquecendo com a pequenininha. Ela ODEIA o bebê conforto. Ela chora de perder o fôlego, sua tanto que chega a ficar molhada da cabeça aos pés. Todos os dias tem sido um tormento.

Enfim, já tentei de tudo um pouco, de brinquedos a música. Mas não tem jeito. Tenho apelado mesmo para a Nossa Senhora dos bebês que odeiam o bebê conforto, rsrs.

bjs,

Danny disse...

Oi amiga, melhorou???
Também concordo com o uso obrigatório da cadeirinha, a vida dos nossos pequenos tem que estar em segurança.
Aqui é feriado vai até dia 08 (padroeira da cidade), 05 dias em casa, uhuhuhuhu!
Bjs!

Márcia disse...

oi Ju. tá melhor?
sabe que fico indignada de só agora o Brasil ter uma lei como essa. é inimaginavel que até ontem, as crianças podiam ir livremente em qualquer banco e os bebes no colo.
Amo meu Brasil, mas isso era impensável aqui na Europa, e por isso as vezes me pergunto como um país como o nosso "peca" nessas irresponsabilidades.
Aqui o bebe não sai da maternidade de jeito nenhum se os pais não trouxerem no quarto o bebe conforto (aqui chamado ovo) para que as enfermeiras possam liberar a alta do recem nascido.
Por isso essa lei apesar de tarde, é demais de bem vinda!!!
Beijo e parabens pelo post

Geovana disse...

oi querida eu tambem fiz um post no meu blog sofre a lei que entrou em vigor hoje...acho muito importante tambem, devemos nós mães sempre ficar atenta ao que ah de melhor pros nossos filhos né...
Ah não vou comer um chocolatinho, hehehe, parabens a sortuda!
beijos!!!!

Micheli disse...

Eu acho um absurdo ter de criar uma lei para que os pais tenham zelo por seus filhos. Segurança em primeiro lugar! Canso de ver pais que carregam seus filhos soltos no carro. Infelizmente só com a lei boa parte das pessoas vai se enquadrar. Lembro que há alguns anos NINGUÈM usava cinto de segurança no carro, só com o lei as pessoas mudaram o hábito. E, ainda assim, não são todas... Tem lugares que a fiscalização é falha então, enquanto não leva multa, o sujeito relaxa (ou morre sem se enquadrar). Muito triste.
Na Europa (ou no Canadá, não me lembro direito) para sensibilizar os pais, fizeram uma propaganda mostrando uma família, cujos pais "faziam tudo pela filha". Mas, em um acidente, a criança vôa pela janela e morre, já que estava solta no banco de trás. Chocante, mas infelizmente só assim muitos ganham consciência. Uma pena.
Um beijo.

Vanessa e Enzo disse...

Oi Ju. Tá melhor?
Bom Enzo saiu da maternidade - todo miudinho ainda - no bebê conforto e já tem sua cadeirinha providenciada - o bebê conforto dele vai até 13kg (ele tem 9) mas a cadeirinha que vai substituir já tá aqui esperando. Acho que ele acostumou e vai numa boa, sem escândalo (sei de bb que não curte mt e chora horrores... enfim). Post de utilidade pública! "Quando a gente ama é claro que a gente cuida", não? Bjks