segunda-feira, 20 de setembro de 2010

'É Preciso Ensinar a ler em História e Geografia"

Antes de falar sobre, queria deixar aqui minha satisfação pelo curso de Pedagogia, não imaginava que eu pudesse gostar tanto! É prazeroso pra mim falar sobre educação, poder discutir sobre as formas pegadógicas realizadas em sala de aula... Está tão gostoso mergulhar nesse mundo!

**

Mais uma reportagem da revista que anda frequentemente agora na minha cabeceira, Nova Escola.


"É Preciso Ensinar a ler em História e Geografia". Quando comecei a ler a reportagem, me vi sentada lá nas salinhas da escola onde fiz o ensino fundamental e me enxerguei de outra forma. Eu detestava com todas as letras as disciplinas de História e Geografia que até a quarta série era chamada de "Ciências Sociais."Eu odiava, me sentia incomodada com tanto "blá blá blá"e  não conseguia de jeito algum prender a minha atenção ao professor, era como se fosse uma língua estrangeira. E quando me pediam aqueles questionários chatos? Uff... Me lembro que na quarta série, tirei um 3 numa prova. Minha mãe quase me engoliu depois que descobriu, levou um tempo porque eu escondi nos livros a prova..rs E aí meu irmão foi meu professor por algumas noites. E foi tudo bem. Ele lia comigo, discutia e me perguntava ao mesmo tempo explicando tudo. Foi tão simples! Resuultado??? Tirei a nota mais alta da classe na seguinte prova, 9,7 lembro até hoje a professora Débora pedindo palmas pois tinha sido exemplar... Foi o melhor dia escolar pra mim! rs

E o porquê disso tudo? Porquê é tão chato? Simplesmente porque a aula não consegue ser produtiva por conter sequências de textos e informações muito rápido, não podendo ser apreciados e discutidos, até porque não tem muito tempo, as aulas são curtas e logo vem outras matérias.

É difícil ler, é difícil compreender e absorver informações quando estas são passadas muito rapidamente sem auxílio de como fazê-lo. Segundo a pesquisadora argentina Beatriz Ainsenberg,"Por acreditarem na idéia de que ler é uma tarefa fácil, muitos educadores deixam os estudantes sem ajuda nesse momento". E é verdade.
Se a disciplina de História, por exemplo, é dada numa aula, a compreensão do assunto explicado tem haver com o que o aluno sabe a respeito. Não adianta falar sobre a Primeira Guerra Mundial e não explicar oque foi, quais consequencias, os fatos marcantes.  Não adianta falar, é preciso explicar, discutir, fazer rodas de debates, ir à museus, visitar lugares onde o aluno possa presenciar aspectos físicos e concretos do abstrato em sala de aula.  Eu sempre falo que o professor deve ter a sensibilidade de compreender o momento do aluno; da turma. Será que quando o estudande diz "Entendi" ele entendeu mesmo ou é por vergonha de expor os erros e duvidas?

Daí mais uma vez a importância da leitura. Ler livros gerais ajuda na compreensão dos fatos, ajuda na interpretação dos diversos temas e formas de abordagens didáticas. Ler livros comun,s ajudam na hora de ler livros escolares, as linhas não são simplesmente linhas, elas contem informações.

Interessante a forma de pesquisa da Beatriz "Os alunos leem sozinhos, mas também há atividades coletivas em que a turma é ajudada a reconstruir o mundo histórico apresentado no texto". Ela acredita também que existem os momnetos de leituras. Iniciando a leitura sozinhos em silêncio e depois conversando com os colegas e discutindo o assunto para depois chegar num debate geral. E aí sim, é hora de analisar oque cada um aprendeu e sua própria opinião.

É sempre importante pro educador lembrar que existem diferentes tipos de alunos; uns com maior facilidade de compreensão e outros que precisam de maior tempo para ler e reler e interpretar aos poucos a leitura pra ter uma opinião. Lembrar também que durante essas aulas, palavras novas surgem e poucos conhecem e ao invés de substituirem essas palavras, tem que dar ênfase e discutir sobre elas também, isso amplia o conhecimento; é um mundo de conhecimentos numa só aula.

E os questionários ajudam?? Segundo a pesquisadora "Não porque a criança lê sem entender. Localizar informações é fácil, mas isso não é ler!". Quantas vezes ouvia o professor dizer que o teste poderia ser com consulta, porém não era simples assim. Achar as respostas dos questionários era fácil e rápido, mas qunado tinha uma prova do mesmo assunto sem a consulta, a dificuldade era dobrada, pois aquilo não fora estudado e sim copiado.

"O professor tem que explicar e levá-lo a pensar, reconstruir, ler e discutir muito".  Diz Beatriz.
Os alunos devem ser formadores de opiniões e não copiadores.

Espero qeu tenham gostado do meu texto, que aliás, vai servir de atividade complementar no curso.

Beijcoas!

11 comentários:

Regina disse...

sorteio lá no meu blog!!!
abraços
www.psicologaregina.blogspot.com

Micheli disse...

Eu era completamente apaixonada por História e Geografia, na primeira quase só tirava dez de tanto que gostava. Todos me odiavam pq era a única na turma com essas notas, rs. Sempre gostei de ler, então para mim essas eram as melhores matérias. Mas sei que isso não é regra. No vestibular minhas maiores notas foram em Geografia, quase gabaritei. Se tiver como, gostaria de incentivar minha pequena a gostar também.
Adorei o texto!
Beijo grande!

Pinguinho da Mamãe disse...

Ju...
Tb lei muito a Nova Escola...
Adoro as idéias para as aulas e projetos... Principalmente em Ciencias, né...kkkk
Bjs
Ju

Danny disse...

Olha amiga, eu sempre gostei de Português, Geografia, História e até Biologia, mas matemática, química e física eu simplesmente odeio até hoje, meu raciocínio é péssimo para contas de cabeça, até hoje conto nos dedos, uahuahauhauahauahuahau.
Pra falar a verdade sempre fui péssima aluna, só gostava de bagunça (eita arrependimento), a Nathalia nunca saberá disso, rs.
Bjs!

Miguel...Presente de Deus disse...

Ju eu adorava as aulas de História,mas no meu último ano a professora de História era um saco,não sabia prender a atenção da turma e ainda consiguia com que alguns alunos dormissem na aula.Mas nos anos anteriores eu adora as aulas de História e amava de paixão as aulas de Literatura,ótima aula,ótimos livros, acho que é a matéria que mais gosto.

Beijocas pra vcs

Carla e Miguel

Sílvia Renata disse...

Oi Ju
Não aprendi absolutamente nada de Historia e Geografia, mas pelo motivo que vc citou... era um bla bla bla que eu não conseguia prestar atenção. Lia o conteudo em casa depois e ia pra as provas. A sorte é que eu assimilava rapido o conteudo e ia bem... A forma de ensinar precisa ser dinamizada a fim de tornar-se mais atrativa...
Um abraço

Milka disse...

eu tbem sei pouca coisa de geografia e história, pq era pura decoreba.
mas com minhas filhas quero q seja diferente.
ótimo post, adorei!

beijus

Juliana Melos disse...

Oiii amiga ...
adorei o assunto do post
olha eu gostava de geografia....lembro que cansei de desenhar mapas com aqueles papéis seda rs, mas história meu Deus sempre foi algo que nunca gostei....lembro no ultimo ano quase reprovei em história....odiava...não reprovei pq lembro que fiz um trabalho sobre movimento estudantil mas que adorei tanto, tanto que tirei a nota máxima...e me ajudou um monteeee....


beijos miga

Juliana Dalzoto disse...

Juzinha!!!
Tem um selinho bem lindão pra ti lá no blog, viu?!
Beijos
Ju

Micheli disse...

Tem selinho pra vc!
Bjs.

Cida Kuntze disse...

Oi Querida!
Gostei do texto.
Eu amava cursar pedagogia. A pós gostei mais ainda. Sinto saudades dessa época.
Beijinhos.