quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Você Sabe a Origem das Religiões, heim??

Esse post vai dar o que falar. Mas é minha marca registrada colocar coisas que gerem discurssões..rsrs

Como aqui não é permitido comentários anônimos, vez por outra aparece um email "mei-troncho", mas como o blog é aberto, preciso engolir certas críticas.
Recebi um email criticando o post que fiz sobre o "Nosso Lar"e mais ainda por estar expondo ele aí do lado. Me chamaram de "macumbeira, louca e ... com encosto"kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...gente...tem que rir!!!! Só rindo pra ser feliz!!! Como é bom a gente saber discernir as coisas. Eu tenho base pra explicar as origens e as bases de certas religiões pois estudei isso na faculdade católica.

Como o espiritismo, o candomblé é muito discriminado, por isso, vou tentar explicar certas coisitas.
Eu tenho um respeito danado pelos negros, gosto bastante. Não é a toa que fiz 5 anos de capoeira e adorav as histórias que meu professor contava a respeito dos capoeristas da época da escravidão. São pessoas de muita fé, muita personalidade, muita alegria, raça e força, por causa de sua história, nós devemos muito respeito a eles. São as pessoas qeu mais se aproximam de nós e ainda temos tanta besteira na cabeça em relação  a eles.

Existem distantes(imensas) diferenças entre coisas citadas nesse comentário e o assunto do meu post.
Sempre que falo sobre o espiritismo aqui, me dá um certo tremelique por dentro por esperar algo desse tipo, porque não há esclarecimento algum sobre assuntos espiritualistas; o que existe, e muito, é um pré-conceito formado e passado de pai pra filho e até em escolas.
Pois estou aqui pra falar, quem quiser "ouvir" se achegue aí no chão e bora fazer uma roda de conversa.

Quando estudei na UNICAP lá em Recife, como era universidade católica, tive que ter uma disciplina chamada Teologia. A princípio não gostei muito não, mas depois que pude ter uma vasta pesquisa de todas as religiões, hoje eu respeito e muito todas elas, sem precisar sair dos meus princípios ou falar mal de alguma.
Pra começo de conversa; Sabe oque significa "Macumba"??
Provavelmente não, pelas coisas que li no email.
Era uma dança que os negros tinham o hábito de fazer no tempo que lhes era disponível para suas festas, de noite; reuniões  sempre com muita tristeza e sofrimento, tentavam de alguma forma ficar mais perto de seu continente, com suas danças e sua religião. Faziam as mesmas oferendas aos seus santos, que nem os católicos, só que eles só tinham disponíveis comida, e assim faziam, para em troca, os santos lhe darem paz, um pouco de proteção.  Assim como os católicos fazem suas oferendas "oferenda?? Eu ??? Católico???"Sim, sim. Quando você, católico, reza pros santos, faz promessas, leva flores para os mortos etc e tal, você está fazendo uma oferenda pro seu santo, não está?? Só que esses santos católicos, eram santos da alta classe burguesa, da sociedade top de linha. Os santos eram católicos; e na linguagem africana, eles são chamados de orixás.

"Durante o período da escravidão no Brasil, nas senzalas, para poderem cultuar os seus Orixás, (os santos de sua origem), os negros foram obrigados a usar como camuflagem altares com as imagens de santos católicos, cujas características melhor correspondiam às suas Divindades Africanas, e por baixo desses altares escondiam os assentamentos dos Orixás, dando assim origem ao chamado Sincretismo. Mesmo usando imagens e crucifixos, os seus cultos e rituais inspiravam perseguições por parte das autoridades e pela Igreja, que viam o Candomblé como paganismo e bruxaria."

Os nomes dos seus santos ou orixás, são diferentes dos nomes dos santos católicos, mas são os mesmos, mesmo que a forma de cultuá-los fossem diferentes.
Exemplo:
Iemanjá  - Nossa Senhora dos Navegantes
Xangô - São João Batista
Ogum - São jorge
Oxum - nossa Senhora da Conceição
entre outros.
Voltando de  novo...

Portanto, você que fala mal do candomblé pensando que é a mesma coisa que magia negra (o lado escuro e errado das crenças espiritualistas) que são a mesma coisa que o espiritismo, vá estudar primeiro as origens das religiões e doutrinas, para discutir um pouco do assunto.
O candomblé e espiritismo são ligados por falarem de reencarnação e vida após a morte, mas são diferentes(e muito) na prática e teoria. O primeiro possui santos, oferendas a eles como forma de agradecimento e pedido de proteção, o outro não se prende a imagens nem coisas terrenas, estuda a vida espiritual em sua plena forma.

Pois bem, quis explicar tudo isso pra dizer oque é macumba, ou seja, a dança dos negros na época da escravidão eram seus rituais religiosos para agradecer e pedir proteção aos seus santos.
E pra dizer também que não tem naaaaaaaaaaaaaada a ver com o post que fiz abaixo, falando do filme baseado na obra de Chico Xavier, que foi uma pessoa incrível aqui na terra, deixando seus filhos, como ele mesmo dizia, que são seus livros para todo mundo. O espiritismo é um estudo que começou na França com pesquisas de Allan Kardec, e foi quem codificou as obras do espiritismo que servem de estudo para a doutrina. São livros ditados por espíritos, falando do evangelho de Jesus. Engraçado que na época de facudlade, ouvi cada absrudo, inclusive que os espíritas não aceitavam Jesus.... Esse pra mim foi o mais absurdo e mais mentiroso que já ouvi. É como falei, se quiser falar mal, tenha uma base cient;ifica e um estudo pra isso, se não, fica feio.
Vou lá que falei demais já..rsrsrs

Bejios!

19 comentários:

Dê Freitas disse...

Oi Ju...amei o post, que foi muito esclarecedor, até mesmo para mim, que também sou espirita.
Eu acho que independente de religião, as pessoas devem respeitar a fé de cada um. Não podemos esquecer que a palavra religião (DO LATIN RELIGIO) significa religar-se a Deus, independente de como cada um o faz.
bjs

Kicha disse...

Nesse assunto ,não me envolvo , já reparou né?! Minhas crenças são conflitantes com o espiristismo , seja ele de qual denominação for .De modo que não me evolvo nessas dircurssões ,isso não leva a lugar algum , respeito as religiões dos outros , como espero que respeitem a minha,mas isso nem sempre acontece né ...

Motivo Para Sorrir disse...

Oi Ju, sobre religião eu também respeito a escolha de cada um, e a que não entendo eu me calo. Foi bom você esclarecer sobre "Macumba" eu pensava que fosse outra coisa, rsrsrsrs.

Ale Ribeiro disse...

Oieee
Depois de ir em váaarias igrejas, eu me identifiquei muito com o espiritismo. Ja frequentei um lugar com a doutrina de Kardec e gosto muito de lá. As pessoas realmente nao sabem o que falam e eu sempre que ia lá, e até hoje quando falo em voltar (porque relaxei e n fui mais) ouço "Ja vai na macumba?" ... E lá é um ambiente tao gostoso, tranquilo, acolhedor, bem diferente de muitas igrejas e de outras religiões (que tmb n tenho nada contra, cada um na sua), mais acho que as pessoas deviam conhecer primeiro antes de falar, porque rola mtooo preconceito no espiritismo (isso em pleno 2010 onde até a globo faz novelas sobre o tema!) ...
Adorei o post, com certeza daqui a pouco vem alguem nos chamar de macumbeira, pode esperar kkkk
Um ChêrO!

Adriana disse...

E viva a diferença né Ju?

Pena que nem todas as pessoas tenha discernimento para entender que há gente do bem e do mal em qualquer grupo que vc esteja, seja ele espírita, católico, evangélico, umbandista. A bondade está dentro da gente, independente do que cremos!

beijão

Clara disse...

Então minha querida amiga, eu não discuto muito religioes, mas respeito todas, na verdade é um assunto complicado. Mas valeu por levantar o assunto aqui no blog.
bveijo grande !!

Juliana disse...

Juliana, sempre leio seu blog. Adoro seus textos. E queria lhe parabenizar por essa belíssima aula. É irritante ver a falta de respeito e a ignorância de muitas pessoas com o Espiritismo e com as religiões de origem afro. Parabéns!Também tenho um blog, se vc quiser dar uma olhadinha é:www.isabelzinha.com.br

Bia disse...

Ai amiga, certas coisas só rindo mesmo! Estou esperando outubro q eu vou lá na minha cidade natal e minha irmã vai me levar no centro q ela frequenta. Fiquei bem curiosa pra obter informações sobre o assunto do Nicolas.. vamos ver. Mas já estou estudando muito sobre o tema. =)

Beijoo

Aline e Júlia disse...

Isso ai as pessoas criticam sem estudar ou saber como funciona!

bem e mal existe em toda parte. mas a religuão foi feita ára nos acalentar os confortar, eu adoro espiritismo adoro livros e filmes que tratem do assunto, ale´m de ser uma crença muito bonita.

bjus e obrigada pelo post esclarecedor.. quem não gostou fecha a tela e vai embora huaauahuahauh!

Ana - Viajar é tudibom! disse...

Oi Ju! achei vc no blog Mil faces de Juliana, no comentário vc falou algo em tudibom e é claro, tô aqui para fazer "propaganda" do meu Blog, hehe o Viajar é tudibom!

Apareça por lá!
Ana
www.anaeguto.blogspot.com

Bjokas e boa semaninha.

Misturação - Ana Karla disse...

É isso mesmo, bote pra quebrar quando souber do assunto.
Há pessoas que se metem onde não tem domínio do assunto, ou nem sequer pesquisam para depois poder criticar ou elogiar.
Existem diferenças e quanto as religiões cada um tem a que lhe achar melhor.
Adorei saber que fizestes curso aqui na Católica e mais ainda capoeirista!
Muito legal.
Os meus filhos também praticam e eu adoro vê-los na roda.
Mas você é pernambucana?

Gostei do blog e vou seguir.

Xeros

selma pereira disse...

Oi Jú...Cada um é livre pra escolher o que é melhor pra si né. Mas pessoas imprestáveis você encontra em qualquer lugar desde o banco de igrejas até num terreiro ou centro.
Mas o que faz a pessoa é sua obra e seu amor e respeito ao próximo não sua religião.Se uma pessoa quer julgar seu próximo, como ela pode se dizer cristã ??? Não combina né. Pra falar mau de algo é preciso mesmo ter fundamento e conhecimento sobre o assunto, pelo menos do que se defende né.
Bjs
Selma

Eliane disse...

Ju, muito bacana seu post. Acho que tem muita gente desse meio virutal bem desinformada. Aliás, não só do meio virtual.
Hoje e amanhã, estamos promovendo aqui na Secretaria Municipal de Educação de BH um seminário para reflexão de assuntos étnicos-raciais, voltado para professores e uma das palestras foi sobre o tema do seu blog. Como essa questão é polêmica né?
Eu particularmente não tenho religião, mas sou muito crente em Deus. A minha família é bem eclética nesse tema, tenho um irmão espírita, um pastor e outro católico, e todos se respeitam muito. Acho que as pessoas deveriam ser assim.
Um grande beijo,
Eliane e André

Giovanna Cresceu!!! disse...

Adorei a aula, Ju! Eu não sabia um monte de informação que vc citou! Eu nào tenho preconceito com nenhuma religião e acho que o importante é mesmo o respeito. Existem várias formas de pensar, de ver o mundo e isso precisa ser aceito. Maldade está dentro das pessoas e não em conceitos!

Bjão.

Danny disse...

Amiga, eu prefiro não comentar nada sobre religiões, sou evangélica e por isso muito criticada também.
Mas é melhor cada um ficar com a sua fé sem criticar ninguém, cada um tem o livre arbítrio de escolher o que quiser seguir.
Tava com saudade de vir aqui, minhas férias acabaram e agora estou de volta.
Bjs!

Juliana disse...

Ju, muito obrigada pelo comentário. Agora, vou me sentir a vontade para deixar um monte de comentários pra você, viu? Beijos pra você e Clarinha.

Dora disse...

Nasci na crença católica, 18 anos depois fui para o protestantismo que mamãe odeia,hahahah, não gosto do espiritismo e se eu puder, se houver alguma abertura eu falo contra, mas não imponho minhas crenças a ninguém, já a 'macumba' ou crenças ligadas ao candomblé prefiro não me envolver com pessoas adeptas :( Não, não me chame de feia, é apenas uma opção, a mesma que leva a pessoa a crer naquilo que ela quer,rsrs...xeru

Devaneios de Mulher disse...

Oi querida, belo post.
Compartilho da sua opinião, fico muito p da vita com vejo estes ignorantes "arrotando cebola", ou seja, falando algo sem conhecimento de causa!

Beijo

Tati

Dri disse...

Como evangélica que sou e conhecedora de muitas outras religiões, crenças e seitas que existem por ai, não compactuo com pessoas que só por não professarem a mesma fé saem por ai denegrindo a imagem dos outros.
Se quero pregar Cristo e não uma religião, pois Deus é único e religião existem centenas, devo mostrar uma vida digna e que por meio do meu exemplo de vida e testemunho outras pessoas possam a vir a conhecer o Cristo que eu conheço e que mudou a minha história.
Já fui criticada também por ser "crente" mas, a recompensa maior é sentir que Deus me fortacele na minha fé a cada manhã.
Bju, te amo em Cristo.