terça-feira, 24 de novembro de 2009

Alguém Vende Paciência??

Agora é que percebo que eu e Clarinha nos entendemos bem no quesito sono.
Todos aqui acompanharam meus meses em claro que passei, quando Clara acordava a cada 1 hora de madrugada, aos berros e só se acalmava no meu colo e NADA MAIS.
As coisas estão caminhando super bem. Percebi que Clara tinha muitos e muitos "pesadelos" e não sabia lidar com eles, é onde está toda a diferença. Ela acordava assustadíssima chorando e não conseguia voltar a dormir nem se acalmar sozinha, tinha muito medo. E lá ia eu de novo fazê-la dormir, mesmo sabendo que ela voltaria a acordar dentro de 1 hora. E às 6 horas acordava bem, disposta e muito sorridente; o problema era só a noite.
Hoje ela aprendeu a lidar com os pesadelos, acorda e resmunga as vezes mas volta a dormir logo, só as vezes vou lá porque a sede aperta e ela pede água. Antes Clara só adormecia se eu ficasse alisando as costas, balançando o bumbum dela na cama, agora já consegui passar segurança suficiente para que ela deite na caminha e adormeça só, aos pouquinhos, mas adormece. Fico do lado repetindo mil vezes "deita, bebê...é pra dormir Clarinha..." e assim ela faz.

Como noites de sono tranquilas são preciosas!!! Acordo bem, disposta e sem o cansaço insuportável de antes que não me deixava abrir os olhos, e só de maginar começar as tarefas de casa, eu já chorava. Hoje faço tudo e ainda sobra tempo!!


Maaasss...nem tudo são flores!! Clara está numa fase irritante e que me tira do sério. Ela não suporta ser repreendida; responde com tapa ou com um monte de palavra esquisita, toda brava, como se estivesse repreendendo também. Qunado ela faz coisa errada - que ultimamente é uma atrás da outra - e eu vou brigar, dizer que não pode, ela se irrita e quer bater. Aí meu sangue não é de barata e dou um tapinha no bumbum e digo que não pode; mas ela se irrita mais ainda e quer bater também...então, pra não piorar e eu não me exceder, eu saio mas não a deixo continuar com o erro. Um exemplo é que ela ama subir nas gavetas do meu quarto pra ligar e desligar o computador, ou querer mexer nos fios dele, ou bater no teclado....etc e tal. Também detesta me ver ao computador; se joga no chão, grita, esperneia, chora, se descabela e tenta mexer no teclado, tudo pra que eu saia e dê atenção só pra ela, mas ela perde logo as forças e vai brincar, porque eu nem olho, mesmo que por dentro eu esteja me matando.
Parece que quanto mais eu falo "não", mais ela faz, desafiando mesmo. Mas comigo o negócio é mais embaixo, não cedo. Li que essa fase eles meio que testam nosso limite e o deles também, querendo ver até onde e como eles conseguem as coisas que desejam. Vai chegar uma hora que ela vai parar, vai se cansar e vai deixar pra lá, mas até lá... alguém vende paciência???
Ela é cheia de personalidade, um cotoco de gente, querendo ser grande já. E ao mesmo tempo que ela é assim, é um docinho, uma meiguice, carinhosa demais, que me derrete toda!
É simpática, inteligentíssima, esperta e como sempre, meu chicletinho branco!!! Nós vamos nos entender mais ainda, logo, logo...Espero que essa fase passe logo, percebi que outras mamães estão passando por isso né??? Contem mamys, contem...!!!!!

Beijos!
E não esqueçam do AMIGO SECRETO!!!

17 comentários:

Lilian Mamãe do Arthur disse...

Querida Ju,
Não encontrei ninguém mais lá no site do amigo secreto, será que estou na página certa.
Como funciona o sorteio e como fico sabendo quem eu tirei???
beijo grande,
Mamãe Lilian.

Alessandra disse...

Oi Ju, nossa eu lendo este se desabafo, eu vi meu sobrinho, essas crianças são idênticas, ele faz a mesma coisa com minha irmã e tb tem uma personalidade muito forte, até morder ele já faz, agora que aprendeu!! Comigo ele só vei fazer duas vezes, eu repeti a mesma coisa nele, lógico que é uma mordida leve, só para repreender e ele nunca mais me mordeu, mas como vc disse, eles são amorosos, carinhos e meigos demais, uma coisa compensa a outra. Vou te confessar, eu não queria fazer um blog, pois achava que não eria paciencia, mas agora estou adorando!! Vou participar do amigo secreto e da árvore tb. Grande bj e na Clarinha tb. Fiquem com Deus minha Linda e só ele nos pode dar sabedoria e paciencia para lhe dar com os momentos difíceis.

Valquíria disse...

Ju, pensa em uma criança desobediente. Pensou? Esse é o Gui, a palavra NÂO passa longe de seu entendimento só é aprovada quando isso favorece à ele. Como já disse, já sai do sério milhões de vezes, já dei tapas e apertões mas não adiantou muita coisa. Tenho que mudar minha conduta assim como vc e não ceder aos seus caprichos nem que chore um rio, mas tem dias que só para não ve-lo chorar faço qualquer negócio e é ai que esta o problema, né?Espero que seja mesmo uma fase e passe logo!beijos
Val e Gui

Kicha disse...

Se achar algum vendedor de paciência me avisa ! Ou melhor nem quero saber de vendedores...
Pois bem querida por aqui as coisas estâo bem parecidas.Além das birras Samy diz não pra tudo. Me obedece mas é resmungando ou batendo nas coisas. Faço como voc~e não valorizo as birras , mas evito bate , porque senão ela fica mais agressiva. Uma coisa que tem funcionado é dizer "não" pra ela somente quando é extremamente necessário , tipo , se ela tá mexendo em algo que não pode ao invés de dizer "não mexa nisso"eu digo "larga isso " , dou sempre uma ordem afirmativa , pois é natural das crianças desobederem ordens negativas , entendeu? Beijos!

Kelly - Retrato de Mulher disse...

toda minha saga está escrita em longos posts incluindo a parte do castigo que penso funcionar melhor que as palmadas.

paciencia amiga, muita paciencia rsrsrsr

Bjs

Adriana disse...

Acho que isso é mais uma fase (como a do sono) a Giulia tb está assim..na maioria das vezes ela é calma e dócil, acho que a escolinha ajuda bastante. O relato da profe é esse, que ela é calma, prestativa e pouco chora...mas em casa qndo se dão as crises de birra (geralmente qndo ela está com sono) a coisa pega...ela dá tapas e as vezes se atira no chão e sai engatinhando e chorando...hehehehe. Qndo ela engatinha e chora eu não dou bola, ignoro e ela logo esquece e vai fazer outra coisa. Agora, os tapas, esses me fervem a cabeça. Esses dias ela me deu um soco, om a mão fechada e tudo, pode?? deu um tapa bem dado na mão dela, mas acho que isso não faz sentido, como posso dizer pra não bater se eu mesma bato? então agora seguro o braço dela bem forte, olho dentro dos olhos dela e digo que não pode bater, mamae fica triste, é feio....blá blá blá. Ela geralmente chora sentida nessa hora, aí peço pra ela pedir desculpas e ela o faz em um abraço.
Uma vez já foi de castigo...ficou sentada no sofá pensando (e chorando) chorou até vomitar, mas não pediu desculpas para o pai.

Já escrevi demaaaaais, isso é assunto para um próximo post meu!

bjsssssssss

Renata disse...

Oi Jú

A Helena também passou por essa já faz um tempinho... Com ela, se eu dava tapinha, ela queria me bater também... então conversamos eu e o papai e decidimos que mais nada de tapas. O método que funcionou foi o seguinte:

1) Nos abaixamos até a altura dela
2) Seguramos a maozinha dela forte e dizemos "olha para a mamãe (ou papai)
3) Só quando ela olha (durante algum tempo ela finge que não tá nem aí... dá vontade de rolar de rir), dizemos com a voz calma, bem claramente, o que não deve fazer.

4) se ela persiste, repetimos dizendo que, caso desobedeça, vai ficar de castigo (Atualmente ela já responde "tá")

5) Caso persista, a colocamos sentada em algum lugar e explicamos: "você está de castigo porque não fez isso ou aquilo" e a deixamos lá por um minuto cronometrado.

6) A tiramos do castigo e a acalmamos. Então a deixamos voltar a brincar.

No começo é chatinho, mas depois que eles entendem a dinâmica, hoje se eu preciso por ela de castigo uma vez na semana é muito.

Espero ter ajudado!!!!

Ah... só de estar dormindo bem, já vai ser mais fácil... você vai ver.


Beijaumzaum pras duas

Dri Viaro disse...

ai Ju, não é facil, muitas vezes tb perco a paciencia, mas a idade deles a gente tem que entender e tentar se controlar né?rs
bjs

Tenikey disse...

e qm disse que vida de mãe são só flores?
A cecília tb é assim, mas por enquanto nao faz birra nem tenta me bater, pq eu evito muito dar tapinhas nela, mas ela é bem topetuda, eu falo não e tiro ela e ela volta, acho que é fase, eles testam mesmo nossa paciencia. rsrs

Sammy disse...

Oi, ju sei muito bem como é essas birrinhsa, mais não me lembro onde vi a reportagem dizendo que eles batem , porque batemos nelas, então ela quando está brava, tambem acha que tem o direito de bater...é dificil não dar umas palmadianash as vezes principalmente com aquelas birras de deitar no chão, isso me tira fora do serio....rsrsrs
Tomara que essa fase passa logo....


Bjus

Deisielle disse...

Oieee


Flor, a mina Cara estava nessa fase..mais hj percebi q passou, estava falando sobre isso com meu marido antes.

passa mesmo viu, leva uams 2 semanas ou 2 meses, rsrsrsrs

beijjãooooo

ps...e vc não precisa fazer regime, tu é magra mulher...
bjos

Deisi

Vivian disse...

Olá!! Conheci seu blog hj... Vou te seguir agora tá!!
Gabriel está numa fase parecida. Odeia ser contrariado, mexe em tudo, desliga a TV qdo a gente está assistindo. É um teste de paciência mesmo, mas é fase. Li q vai dos 18 meses até os 2 anos e meio. Porém, temos q ser firmes sempre e nunca voltarmos atrás em nossas decisões. Não é não e ponto!! rs
Passa pra nos conhecer tbm!!
http://vivian-coisasdemenino.blogspot.com/
Bjo

Márcia disse...

Ju, se descobrir onde vende, por favor me passa o endereço..rsrsrs
Parece que é mesmo da idade, lendo varios blogs de bebes com a idade igual ou proximo aos nossos vejo que todas as mães dizem que os filhos estão impossiveis, cjeio de birras...
por isso fico mais descansada com a esperança que é apenas uma fase, porém sempre apontando os limites para não acharem que pode tudo.
beijo

Dora disse...

se achar quem te dê paciência pede pra esticar o tempo, pq deve ser a mesma pessoa :(

Miguel...Presente de Deus disse...

Nossa e eu achava que só o Miguel era assim, tudo que você disse ele faz igualzinho,meu sangue também sobe. Mas por favor se você achar quem vende paciência me avise. hehehehe
Bjs...

Letícia Volponi disse...

Juliana, é a velha história: se palpite fosse bom....
Mas já que a nossa proposta com os blogs é a troca de experiências, vou dar meus pitacos. Não bata nela nessa fase, nem mesmo um tapinha. Se vc a repreende com um tapinha, ela acha que é correto agir assim e tenta repreender vc da mesma forma. Fale firme, ponha de castigo, se preciso, mas evite os tapinhas por mais fracos que sejam.
Quanto ao chilique, na verdade, estamos falando de birra e acho que melhor do que ignorar e deixá-la chorar até cansar é distraí-la de outra forma. Use o computador para imprimir imagens para colorir e ela vai sentir que tb está participando do que você está fazendo....

Camila Marinho disse...

Ju, Samuel está com um ano e quase 4 meses. E está "abençoado" para não dizer outra coisa. Menina... tem que ter paciência viu?? Quando contrariado, bate na gente (dá até vergonha), se joga no chão, chora, morde... confesso que tenho medo de ser uma agressividade precoce, mas conversando com muitas mães, todas dizem que esta fase existe. E o pior: demora a passar!!! Bjos e boa sorte para nós!