sexta-feira, 17 de julho de 2009

Os Outros 3 Meses...(texto grande...rsrsrsrs)

(Clarinha e eu na maternidade....!)

Já falei dos tais 3 meses na gestação, como são difíceis e imprevisíveis. Para umas muito tranquilo, mas pra maioria é sinônimo de enjôo e mal estar! Mas tudo passa.

Após o nascimento do bebê, aquela hora mágica, linda e digna de um livro inteiro recheado de emoções indescritíveis e únicas para cada mulher, entramos num mundo novíssimo. A gente não sabe nada...Não adianta ler, não adianta se preparar pro melhor; o negócio é se preparar pra tudo! A gente fica frustrada se algo sai do nosso controle ou dos nossos planos perfeitos.Na maternidade ainda pensamos que será tudo fácil, temos ajuda de todos os lados, até pra vestir a calcinha. Vem as enfermeiras, pediatras, obstetras, famílias, amigos, todos alí, prontinhos pra socorrer ao primeiro chamado e a primeira mamada. Ouvimos as dicas de como evitar as cólicas no bebê, e que eles terão cólicas porque nossa alimentação influencia demais.Quando seguramos o bebê pra amamentar e não conseguimos, bate um leve desespero, mas vem os ajudantes e dizem que vai ficar tudo bem, é só treinar, não interromper as mamadas e "é assim mesmo, depois melhora." E pronto. Tudo bem então...pensamos que quando chegaremos em casa o bebê vai começar a entender como é mamar, e nós achamos que sabemos amamentar, pois lemos tudo a respeito, preparamos os seios - ou não-.

Os primeiros dias passam e as coisas vão ficando um pouco difíceis. O leite não sai na hora que é pra sair, o peito dói muito, o bebê chora com fome. Nos desesperamos achando que ele vai se acabar de fome e que nosso leite não é suficiente. Mas o recém-nascido é pura emoção e sentimento, tudo o fará chorar, porque é só o que ele sabe fazer até então. Frio, fome, medo,sede,cansaço, sono,calor,saudade,carência,colo,cocô, xixi, cólicas...Tudo é novo e ele não sabe oque está acontecendo, por isso chora. Aí o nosso colo se torna a coisa mais essencial da vida dele. Onde mora o perigo...! Colocamos no colo, ninamos, balançamos, ele se lembra do balanço no útero e se acalma. Mas ele vai querer pra sempre isso! O que devemos fazer é passar a segurança necessária, sem que ele fique dependente do nosso colo. Deitá-lo no berçinho, quentinho, aconchegante, luz baixa,enroladinho e com algo que encoste para que se sinta preso à alguma coisa, assim como se encostava no útero e ficava perfeito. Sempre falando e conversando, dizendo que está tudo bem, você está ali pra ele. Ele ouve, não etnende, mas o tom da sua voz o acalma. Assim como era na barriga. Mas, tudo isso a gente só aprende depois do primeiro!rsrsrs

O peito está irritadíssimo, machucado, o bebê não o pega direito. A getne se irrita, chora, se desespera. E o que mais escutamos é: "Seu leite tá pouco, ele suga e não enche a barrguinha", "vixi..secou!", " é melhor dar outro.." Mas quase ninguém aparece pra te acalmar e dizer que tudo isso é normal, faz parte! Ninguém chega pra te ensinar ou dar um pomada, uma receitinha para sarar o machucado e dor no seio! O bebê não nasce sabendo sugar nem a mãe nasce sabendo amamentar. É uma troca. E a parte mais linda, mais perfeita e que compensa qualquer dor, é no momneto que vocÊ percebe que o bebê está bebendo seu leite de verdade! É incrível como sentimos o letie saindo, ele bebendo e se fartando! Até os 6 meses o bebê não necessita de horários para mamar, é a hora que ele quiser, pois sede ou fome, ele vai pedir pra mamar e normalmente o intervalo é de 2 a 3 horas durante o dia e aumenta pra umas 4 horas de madrugada. É normal, a digestão do leite é muito rápida.

E quando estamos já entrosadas com o tal processo, nos damos conta de que estamos sozinhas.As pessoas se vão, os trabalhos aumentam, as noites não existem mais, o bebê muda completamente: chora muito! Estamos exaustas, cansadas, esgotadas, queremos tomar banho se m pressa, queremos comer sem pressa, e dormir, dormir, dormir. Aí olhamos pro bebê sereno e perfeito dormindo e ficamos alí, paradas, observando aquele serzinho perfeito que nos fora enviado! O sono se vai, o cansaço se vai, as dores se vão. Mas o sentimento de solidão permanece. Algo falta, as pessoas não te entendem, vocÊ chora muito. O ideal é não deixar isso te dominar. Dê a volta por cima e acredite; ainda faz parte do pós -parto, tudo vai passar, tudo vai voltar ao que era antes.

Então nos deparamos com as tais cólicas. E aí vem de novo mil pessoinhas dizendo "tá bebendo refrigerante"´"tá comendo feijão" "a culpa é sua alimentação"... Tudo bem que algumas coisas que comemos, influencia nas cólicas pro bebê, até porque tudo vai com o leite.Mas não é somente a culpa da mãe. O bebê terá cólicas fortes até os 3 meses. Exatamente 3 meses. O motivo é físico. Os músculos do abdome, responsáveis pelas contrações, não estão completamente formados e fortes o suficientes para ajudar ao bebê a fazer força pra soltar um punzinho ou o cocô. Então o bebê tem que fazer tudo só, demora, o intestino não ajuda, nada ajuda. É mais angustiante e dolorido pra ele acredite. O que se pode fazer essa hora é ajudar com massagens e segurá-lo forte para que a barrguinha seja contraída e o ajude a fazer força. Chás, remédios e compressas ajudam, mas nada, nada vai poder evitar que o bebê tenha cólica. Alguns são mais fortes e resistentes, não choram muito, mas fazem muita careta e se contorcem muito, outros são mais sensíveis e delicados e choram, choram e choram. Tudo é normal! Tudo faz parte!!!

E por aí se vão os 3 meses. Dores, machucados, mundo novo, sem ajuda, muitos sentimetnos, muitos hormônios loucametne perdidos e bagunçando tudo, cólicas, carência, falta de afeto, família longe...Tudo isso explode nos 3 primeiros meses. Até porque até o final da gestação, a atenção toda é pra mulher, depois é só pro bebê. Isso influencia.

O negócio é você se preparar pratudo, pra lutar contra seus proprios sentimetnsos, pra saber que existem dificuldades, mas que são completamente possíveis, nada será impossível.E depois é só aproveitar as maravilhas do desenvolvimento do seu filhote!!! É uma delícia! Vai começar a perceber tudo a volta, vai sorrir, brincar, rir muito, se virar...Vai ser a alegria, a luz qque faltava no seu lar, na sua vida!

Beijos!!!!!!!!!!!!!!!

15 comentários:

Despertar de Sensações disse...

Oi Juliana,...sei como que é isso..é bem isso q vc descreveu...no inicio parece ser td facil... o bb dorme mais..depois fica mais chorao e vc n sabe mais o q fazer...
nessas hrs a familia jah se afastou, e vc n consegue ir tomar banho enquanto n tiver certeza de q ele estah dormindo e q nao vai acordar...
ateh se acostumar com os horarios e se organizar com a casa, eh complicado...
aaai amiga...sei como eh td isso, nao eh a primeira vez que vejo esse filme...
mas calma, respire fundo, e tente enxergar as coisas mais belas e gostosas do seu bb, pq passa muito rapido... lembra qd ele(a) ainda era tiquininho? usando roupas de RN, e agora? tamanho P? M???
p vc ver... jah jah tah andando e n quer mais saber de colo e muito menos de deitar ao seu lado...
aproveite td isso... sei que nos cansa, nos deixa de mau humor, nos faz chorar por qq coisa... mas vai dizer q nao eh gostoso deitar do ladinho, sentir o cheirinho e a respiraçao do bb??
aproveite td isso, pode aacreditar, passa rapido demais!e eh um trabalho gratificante, gostoso, e nao se preocupe nao te deixara traumatizada jamais!sentirá saudades disso td...rs
Quanto aos seios, se ainda esiverem doendo tem alguns cuidados...quanto as pessoas que falam demais... aperta o botao IGNORE e deixe q entre por um ouvido e saia pelo outro...o q mais tem sao pessoas palpitando mesmo...
e entregue p deus seu cansaço... soh ele p cuidar de nos, mamaes cansadinhas hehehe
bjus e se cuida

Dany morais disse...

ai flor, dou graças a deus que os primeiros 3 meses do joao passou rapido!
aff..é tao travbalhoso
acabei de flar com o meu marido que agora ta tao gosotoso ficar com ele. tao bom!
ele ri, brinca fala a lingua nenenes kkkk tudo lindo!!!!!

Dany morais disse...

e que sofrtimento!
nossa, olhava aquele menininho tqao chorao e pensava:
meu Deus, nao foi isso que sonhei!
hihihi hoo do!
e todo mundo fala:
nossa que menino chorao!
aff..pq as pessoas tem que flar isso ne? isso acaba com agente!
mais passou!passou os 3 meses.
e agora ta tudo lindo!
a svezes bate um desespero de querer sumir kkkk mais ai tudo se resolve e tudo fica mara!
adorei o post de hj!

camilinha disse...

Nossa ju os 3 primeiros meses passam rapidoa, e agora da uma saudade né??até das noites mal dormidas, e só de imaginar que agente cria para o mundo, de que jaja se´rão grandes e que não vão mais "depender" da gente da até uma agonia né, esse tempo é dolorido e é muitooo ruim, só que td que agente faz para os nossos pequeno compensa né, só de ver o sorriso banguela deles né...

bjusssssss

Mamãe da Duda disse...

Ai JU, eu to bem no meio desses 3 meses(a Duda vai fazer 2 no domingo)e as vezes nao sei nem o que fazer. É como se a vida como eu a conhecia, ertinha com horarios e organizada, não existisse mais ou eu que desaprendi tudo.
Sempre trabalhe fora e tinha mais de 5 anos que nem féria tirava... e ficar em casa com uma bebezinho e uma casa pra cuidar com o marido exigindo( ainda que ele não fale) que vc seja mãe, dona de casa e mulher perfeita, aff...
As vezes choro sozinha com as criticas...
Dai recebo o sorriso mais lindo que já vi!
E tudo em mim se renova, se fortalece, renasce... e o medo de não ser mãe perfeita desaparece...
Obrigada por dividir esse texo lindo!

Manu disse...

Oi Juliana vim conhecer o seu espaço e adorei o seu texto sobre os 3 meses, pq algumas coisas aconteceram comigo principalmente na amamentação ao invés de algumas pessoas me incentivarem em amamentar não ficavam me ligando dizendo que eu não tinha leite e que meu filho chorava de fome, as pessoas não se mancam que isso magoa a gente, tudo bem que passou uns 15 dias e levei o filhote no médico e ele realmente estava com fome eu não tive leite suficiente para ele, mas acho que depois daquele dia eu coloquei na minha cabeça que era verdade e realmente a produção diminuiu e fiquei sem leite mesmo e me arrependo e culpo essa pessoa pq poderia pelo menos ter me incentivado, enfim já pssou e meu filhote está bem e cheio de saúde graças a deus. As vezes as pessoas esquecem qdo falam mas vc tem que fazer tal coisa e deixar a criança chorar, mas a gente sabe que na prática não é assim, não mesmo...

Adorei o seu espaço venha me visitar e um ótimo final de semana

Adriana disse...

Eu qeuria matar quem me dizia que os tres meses passavam rapidinho e que depois eu sentiria saudades...
...e não é que era verdade?...
São mais fáceis do que a gente imagina, pena que a gente só descubra isso depois :)

bjs - bom finde!

Dri

Bruna e Alicia disse...

lendo do seu texto lembrei de mim. Problemas com amamentação, as noites mal dormidas,sem tempo para mim. Mamâe 24 horas, Almoçava e jantava com Alicia nos braços, tomava banho correndo, trocas de fraldas de madrugada, amamentar de madrugada. Ufa ñ foi nada facil. O bom que Alicia ñ teve colicas nos primeiros 3 meses de vida. Ñ tenho saudades das noites mal dormidas, mas tenho saudades de amamentar minha filha amada. Vc tem planos para uma 2° gestação? Para quando? bjs

Bruna e Alicia disse...

lendo do seu texto lembrei de mim. Problemas com amamentação, as noites mal dormidas,sem tempo para mim. Mamâe 24 horas, Almoçava e jantava com Alicia nos braços, tomava banho correndo, trocas de fraldas de madrugada, amamentar de madrugada. Ufa ñ foi nada facil. O bom que Alicia ñ teve colicas nos primeiros 3 meses de vida. Ñ tenho saudades das noites mal dormidas, mas tenho saudades de amamentar minha filha amada. Vc tem planos para uma 2° gestação? Para quando? bjs

mamãe Juliana disse...

Pois é seu texto é muito bom mesmo....estive lembrando de mim quando o Lipe tinha seus primeiros 3 meses....nossa que fase dificil


Beijos em vcs..

Despertar de Sensações disse...

nossa...desculpaa
q bola fora eu dei hahaha
eh q ainda n tive tempo p revirar os seus posts e descobrir td sobre vc e a clara...mas agora jah estou um pouco mais atualizada hahahahhaa
tomarei mais cuidado hahaha
bjus

Bella Melo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bella Melo disse...

Rsss, pois é
Eu já tinha percebido esta coincidência, eu até falei pra mami que conhecia um blog, que a mãe se chamava Juliana e a filha Clara :D
Ela o viu, e disse que a bebê era muito linda, mas depois não teve tempo mais de vir =/

A fotinho tá muito linda, tão maternal, fofa, fofa.
Que confusão os três meses, hehe...
É bom, que vou me informando logo agora, o dia (que ainda demore bastante) que engravidar, não arrancarei meus cabelos (falar é fácil né? hehe)

Beijinhos

Simplesmente Pati disse...

Oi Juliana!Maravilhoso seu depoimento.Para mim os 3 primeiros meses foram de sustos, de medo, de neuras, um turbilhão de emoções.Para mim foi difícil, pois mãe de primeira viagem, marido viajando, tive que me virar sozinha.Mas valeu a pena porque me fortaleci e aprendi que ser mãe, não está nos livros e sim no dia a dia, só vivendo para entender, digo isso porque na minha gravidez eu devorava livros sobre maternidade.. lê me ajudou, mas não resolveu todos os meus problemas. Parabéns pelo blog, ele é tudo de bom.

Mãe aprendiz disse...

Nossa vc definiu maravilhosamente esses 3 meses. Passei exatamente tudo o que vc falou e ainda meu pequeno de 5 meses acorda muito, mas basta seu sorriso e esqueço tudo,rss Beijosss