sábado, 10 de janeiro de 2009

Dicas Para Bagagens de 1ªViagem...


São tantas dúvidas, tantas sugestões e até mesmo tantas dicas que recebemos durante a gravidez e principalmente com a chegada do bebê, mas existem coisas que só você sendo mãe já, poderá dizer " isso vai servir pra próxima vez".
Na fase de grávida, escutava muito sobre "oque fazer para evitar cólicas", "oque fazer para emagrecer depois", "qual o melhor tipo de parto", "oque levar para maternidade" e principalmente sobre a amamentação. Porém, cada mulher, ou melhor, cada gravidez é única e exclusiva, não existem regras a serem seguidas para se ter o melhor parto, para ter a melhor recuperação ou a melhor amamentação. A gente tem que estar equilibrada e preparada pra tudo, essa pra mim esta é a maior dica. Não adianta querer parto normal se o bebê não quiser; você tem que se preparar para melhor recebê-lo, não importando como. Não adianta ter muito leite se você não foi preparada para ter a paciência e tranquilidade de aprender a dar de mamar. Não adianta você achar que sem comer chocolate seu bebê não terá cólicas; você tem que estar preparada e muito bem dispostaa para quando ele tiver, não importa o porquê.
Ouvi de tudo um pouco. Ouvi que os bebês tinham cólicas por causa dos chocolates, refrigerantes, feijão e café. E até mesmo porque alguém torceu a roupinha deles depois de lavada...Essa foi antiga heim?! E que qualquer dor ou incômodo que ela tivesse, a culpa teria sido minha. Mas, fui pesquisar. Não era possível que mesmo sem comer tudo isso e mais um pouco, ela ainda tivesse cólicas e o mundo todo me condenando!!! Aprendi que o abdome do recém-nascido ainda tem os músculos separados. Portanto, para que eles possam fazer cocô, eles precisam fazer toda a força do corpinho para empurrar o cocozinho, já que nenhum músculo se contrái! Então, até os 3 meses de vida, o bebê sofrerá com cólicas. Claro, as comidas pesadas e bebidas com caféina, afetam ainda mais o organismo deles, pois dificultam a digestão e aumentam as cólicas, acelerando o metabolismo, no caso da cafeína. Foi graças a pediatra da Clara e minhas velhas aulas de anatomia...

Uma das coisas que não segui, mas deveria tê-lo feito, foi "não balance o bebê!", muito menos no braço!!! Vai te dar uma canseira das grandes e uma baita dor nas costas! Clara até hoje precisa ser balançada para ser acalmada. Eu naquela felicidade e uma paixão incontrolável, só queria estar com ela no meu braço, cheirando, passeando etc. Hoje, me arrependo de ter extrapolado.
Não ficar nervosa na primeira mamada!! O seu leite nunca foi sugado, portanto, demora até que ele saia de vez e também o bebê não aprende na mesma hora. Meus bicos ficaram muito doloridos, dóia muito, ficaram intocáveis e em carne viva. Além de eu ter ficado ansiosa, me estressei porque ouvi na maternidade "você tá sem leite, ela tá com fome!" chorei muito e fiquei sensível até o talo por conta disso. Mas não dei ouvidos e segui meu instinto. No outro dia, era leite pra todo lado, mas ela ainda não sugava direito.

Me preparei psicologicamente para ter parto natural, queria muito aquele momento pra mim, mas percebi na hora que não era eu quem mandava; Clara não encaixou, não houve dilatação nem contração e a bolsa rompeu. Tive que ir pra faca! Depois da cirurgia, no quarto, falei pelos cotovelos, brinquei, foi um dia tão intenso e maravilhoso que nem dormi!!! Fiquei só olhando pra Clara...tão linda, tão miúda, tão minha. Por conta da minha tagarelice, ouvi críticas de todos os lados, ainda mais de quem nem eu conhecia lá, que eu ia passar mal, ter dor de cabeça, ter muitos gases e iria ter dores absurdas no barriga porque eu estava muito falante. Mas era meu momento, único e o dia mais feliz da minha vida, não pude ficar quieta! Não tive uma dor. Nenhuma! Por isso que repito: Não há regras, não há bulas a serem seguidas.

Depois de ir pra casa, fiz tudo. Desde o primeiro dia dei banho, trocava, limpava, colocava pra dormir. Tudo! As fisgadinhas no ventre eram leves e não me incomodavam. Doíam se eu me baixasse, mas depois passava. Com 20 dias, já estava passeando. Cuidei dela desde o primeiro dia até hoje e não me arrependo, não tive nada graças a Deus. Mas volto a dizer: Cada muher é única. Portanto, se você acha que pode, faça.
Eu lembro que tive uma fase neurótica. O primeiro mês de Clara, ela dormiu ao meu lado, juntinha de mim. Eu morria de medo de que ela pudesse parar de respirar, se engasgar ou sufocar. Acordava no meio da madrugada e colocava a mão na barriguinha dela pra ver se ela estava respirando! Aí voltava a dormir...São coisas inexplicáveis.
O que mais devemos estar preparadas são para as críticas. Essas vêm de todos os lados, em grande quantidade e sempre. Sempre terá uma mãe melhor, que fez isso e aquilo melhor que você. Ninguém nunca estará satisfeito com nada do que você fará pro seu bebê porque você não sabe de nada, sendo mãe de primeira viagem! Sinceramente? Tape os ouvidos, mande pra lua e não se estresse. Seja você. Um dia, você será exemplo pra alguém de primeira viagem.
Temos que segurar o choro, a tristeza e a sensação de solidão e abandono que nos pegam em cheio logo quando temos bebê. Ficamos assim sem motivo. E não espere que alguém venha tirar isso de você, porque quanto mais você se achar sofredora, mais vai sofrer. Vai por mim..
Sempre, sempre acredite em você. Aceite sugestões, não custa nada. Mas se é só pra agradar, esqueça, aceite-as se você não estiver segura de seus atos.

E ame muito, muito seu filhote!!! É o melhor presente que Deus pode dar a alguém!!!!!!! A amamentação é a coisa mais perfeita que Deus já fez. A gente tem o melhor alimento que um bebê pode ter nos seus 6 primeiros meses de vida. Amamente sem medo, eu ouvi demais que teria que ter horário pra amamentar, mas nunca segui, pois ela sentia sede e fome na hora que o organismo dela sentisse, então quem sou eu pra negar???

Ter Clara, foi o acontecimento mais lindo e maravilhoso da minha vida...Não me arrependo.
E é isso..espero que tenham gostado!!!!!!
Beijossssssssss!!!!!!!

7 comentários:

Márcia _ Portugal disse...

é incrivel como essas lindezas crescem ne? olhando esta foto da Clarinha vemos como o tempo passa rapido. Agora tá ai uma mocinha...

Renata disse...

Que post lindo!!!!

Eu poderia ter escrito a mesma coisa... parece que nossas experiências estão sendo bem parecidas...

Beijos

Dany morais disse...

menina...
primeiramente quero agradecer ao texto que veio como uma luva para mim!
vc viu o meu relato ne? estava desesperada...
vc foi um anjo enviado por de Deus!!!!
adoreiiiii adoreiii mesmo!!!!
obrigada por este texto!
que Deus abençoe vc!
sua filhota é lindaaaa!!!!![
vou te linkar porque quero muito te acompanhar!
bjos

Dany morais disse...

coisas boas temos que divulgar!
tem muitas mulheres que assim como eu, esta morrendo de medo de tudo o que leu!
bjo grande!!!!!

Anônimo disse...

nossa serei mamãe de primeira viagem agora em maio, e claro cheia de medos e duvidas, é muito bom ler post´s como o seus...

bjs

Mayra - São Paulo

patricia disse...

Acho que como muitas mulhes que passaram por aqui, me identifiquei muito com seu texto...Gostaria de ter lido antes, adorei todas as "matérias" postadas, sou mamãe nova e de primeira viagem que já sofreu muito com todas essas coisas, hoje minha bêbe Bia tem 2 meses e mama na mamadeira, mas já parei de me culpar por isso, minha pequena tem nos dado muito trabalho, pois é uma criança muito inquita e chorona, temos tido dificuldade em criar sua rotina, porém lendo alguns textos postado por você vou começar tentar novas maneiras...

Grande beijo!

Meny e Familia disse...

Oi, nossa que post lindo!
Deus lhe ilumine muito com sua nenem linda...
Bjus